Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 10 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Bancos triplicam a oferta de crédito imobiliário no País

3 Mai 2007 - 04h48
O efeito "Casas Bahia" no crédito imobiliário, com oferta abundante de financiamentos, prestações fixas e prazos a perder de vista, provocou uma corrida dos bancos para emprestar às construtoras e ao consumidor. Isso pode mais que triplicar a fatia do crédito imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) em três anos, dos atuais 2% para, no mínimo, 7%, segundo especialistas.

O assédio dos bancos é crescente e inclui a partir de agora não apenas a oferta de juros menores e planos de pagamento com mensalidades fixas, mas também agilidade nas negociações. "Se antes as construtoras procuravam as instituições financeiras, agora ocorre o inverso", diz o diretor de Desenvolvimento Imobiliário da Schahin Cury, Newman Brito.

'Grau de investimento'

A disputa pelo cliente, seja ele o consumidor ou a construtora, foi motivada pela tendência de queda da rentabilidade dos títulos públicos. Também as instituições financeiras já perceberam que, se o Brasil alcançar, em breve, o grau de investimento, recursos de fundos de investimento irão desembarcar aqui em busca de bons negócios de longo prazo, como a compra de títulos imobiliários.

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENTRO ESPÍRITA
Médium é acusado de Abusos Sexuais em crianças
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau leva surra de chicote no bordel
COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado