Menu
SADER_FULL
quinta, 22 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Bancos começam a descontar dias parados dos grevistas

9 Out 2004 - 10h56
 

Os bancos começam a descontar dos bancários os dias parados por causa da greve. Serão descontados cinco dias de trabalho do pagamento de outubro, que começa a ser feito a partir do dia 20. A orientação é da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que aconselhou as instituições financeiras a descontar o restante dos dias parados em novembro. Os bancários estão em greve desde o dia 14 de setembro. Nos bancos privados, porém, a greve já diminuiu e a maioria das agências está aberta.

O movimento é maior no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal, que são públicos. Numa assembléia realizada nesta sexta-feira, os bancários de São Paulo decidiram manter a greve. A paralisação atinge 24 capitais, mas está praticamente restrita aos bancos públicos, apesar da orientação da Executiva Nacional de retomar o movimento nos bancos privados. Os bancários, que não conseguiram até agora nenhum sinal de retomada de negociações com os bancos, rejeitaram também o encaminhamento da greve para dissídio no TST (Tribunal Superior do Trabalho). Mas a diferença entre os que pedem dissídio e os que não querem não foi grande, o que mostra o risco de rachar ainda mais a categoria.

Dos presentes na assembléia 604 disseram não ao dissídio e 560, sim. Foram 16 votos nulos e 6 em branco. Os bancários reivindicam 19% de reajuste, abono de R$ 1.500, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de um salário mais R$ 1.200 e o não desconto dos dias parados. A proposta rejeitada no dia 14 de setembro e que deu início à greve previa reajuste salarial de 8,5% mais R$ 30 para quem ganha salários até R$ 1.500 - o que implicaria reajustes de até 12,77% e aumento real de 5,75%. Para os que ganham acima de R$ 1.500, o reajuste sugerido era de 8,5%, assim como para as demais verbas de natureza salarial como vales alimentação, refeição e auxílio-creche. O INPC do período foi de 6,64%.


Agência O Globo

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade