SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
12 de Julho de 2004 13h36

Bancos antecipam 13º salário a clientes

Alguns bancos já estão antecipando o 13º salário que os trabalhadores receberiam apenas no fim de novembro (primeira parcela) e até 20 de dezembro (segunda parcela). A linha de crédito especial aberta pelos bancos permite que o trabalhador antecipe valores que vão de 50% a 85% do valor da bonificação de Natal. O juro cobrado pelo empréstimo nessa modalidade varia de 3,41% a 4,30% ao mês.

Uma das exigências para adiantar o recebimento do 13º salário é que o trabalhador tenha conta-salário no banco que oferta o crédito. A Caixa Econômica Federal abriu esse tipo de empréstimo também para aposentados e pensionistas do INSS que recebem os benefícios em conta da instituição.

Embora cada banco tenha definido valores mínimos e máximos para empréstimo, isso não significa que todos os correntistas terão acesso ao valor-teto. A liberação de crédito leva em conta a renda do trabalhador e sua capacidade de pagamento.

Em alguns bancos, como o Itaú, o pagamento do empréstimo será feito em apenas uma parcela, mediante débito automático em 20 de dezembro, data em que vence o prazo para que as empresas depositem na conta do funcionário a segunda parcela do 13º salário. Em outros, como o Real, se o assalariado for receber o 13º salário em duas parcelas, o empréstimo também será liquidado em duas vezes.

Embora, em geral, o trabalhador receba a primeira parcela do 13º salário em 30 de novembro, muitos embolsam o valor antes, quando entram em férias. Nesse caso, terão direito apenas à segunda parcela, em 20 de dezembro.

Vale a pena?

Na análise do professor de matemática financeira José Dutra Vieira Sobrinho, o recebimento antecipado do 13º salário, via empréstimo de bancos, é interessante apenas para quem pretende quitar débitos com taxas de juro mais elevadas, como as do cheque especial e do cartão de crédito, que em alguns bancos beiram a casa de 8% e 11% ao mês, respectivamente. Isso é vantajoso, na medida em que o trabalhador estará trocando uma dívida mais cara por outra mais barata.

Pelos cálculos de Dutra, alguém que tenha um salário de R$ 3 mil e antecipe neste mês 80% desse valor (R$ 2.400), pagando o juro mais baixo, de 3,41% ao mês, vai devolver ao banco, em 20 de dezembro, um total de R$ 2.838; se o empréstimo for concedido pelo juro mais elevado, de 4,30% ao ano, terá de pagar R$ 2.962 ao banco. Nesse caso, não vai sobrar quase nada, se depender apenas do 13º salário, para os tradicionais gastos do Natal e do ano-novo.

Dutra lembra ainda que é mais prudente reservar pelo menos uma parte do dinheiro do 13º salário para cobrir as contas que chegam pontualmente na virada do ano, como a do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), gastos com uniformes e material escolar dos filhos, entre outras. Quem não tomar essa providência corre o risco de partir para mais endividamento logo no começo do ano.

 

 

Estadão

Comentários
Veja Também
Nossa_Lojas
MBO_SEGURANÇA_300
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
HERBALIFE_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.