Menu
SADER_FULL
sábado, 25 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Banco poderá ter assento para aposentados e gestantes

24 Jul 2004 - 10h49
Os estabelecimentos bancários poderão ser obrigados a instalar assentos nas filas especiais para aposentados, pensionistas, gestantes e deficientes físicos, caso seja aprovado o Projeto de Lei 3755/04. A proposição, de autoria do deputado Carlos Nader (PFL-RJ), está na Comissão de Defesa do Consumidor e tem como relator o deputado Julio Lopes (PP-RJ).
Pela proposta, a quantidade de assentos atenderá o mínimo de dez pessoas e deverá ser bastante para que, durante o horário de funcionamento da agência bancária, todo o usuário da fila especial que esteja aguardando atendimento possa estar sentado.
O autor explica que a iniciativa tem o objetivo de melhorar o atendimento dos clientes em bancos e postos de atendimento, "uma vez que a prestação de serviços sempre foi muito morosa".
Se a proposta virar lei, a instituição financeira que descumprir a medida pagará multa. De acordo com o projeto, os bancos terão prazo de 90 dias para instalarem os assentos, a partir da data da publicação da nova legislação.
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUPERAÇÃO
Ser diagnosticado 5 vezes com câncer em 15 anos não foi capaz de parar campeão paralímpico
SUSTO
Palco de Gusttavo Lima pega fogo durante show em Pernambuco
É MUITO PLÁSTICO
Brasil produz mais de 11 milhões de toneladas de lixo plástico
CASOS RAROS
Duas crianças morrem em uma semana, após sofrer AVC, preocupa classe médica
REALITY SHOW 2020
Participante do BBB20, médica sugeriu que mataria Dilma “em seu plantão”
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão
ESPORTE 2020
Opção de 'Cashout' atrai apostadores iniciantes
FUTEBOL 2020
Coritiba anuncia novo patrocinador máster para 2020
DOENÇA INFECCIOSA
Presos que estavam sendo 'comidos vivos' por doença são internados
HABITAÇÃO
Prefeita troca carnaval por doação de 52 moradias populares e ajuda a famílias carentes