Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Bancários protestam contra assédio moral

31 Ago 2010 - 11h36Por Dourados News

O Sindicato dos Bancários da Grande Dourados promove ação ostensiva contra o assédio moral e metas abusivas. O presidente do Sindicato Raul Lídio Verão comanda a manifestação que hoje acontecem em frente a Agência do Banco Itaú, na Rua Joaquim Teixeira Alves, centro de Dourados.

Eles apontam que os bancos registram anualmente lucros milionários na medida em continuam explorando mão de obra e exigindo metas abusivas, também sem qualquer preocupação com a clientela que continua amargando a espera em longas filas.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários, Raul Verão, mais de 20 reclamações são registradas por mês, sendo que clientes chegam a passar até uma hora na fila sem atendimento. “Queremos forçar os bancos a cumprirem a lei. A idéia é propor para que contratem mais funcionários para atender nos caixas, evitando assim o tempo maior nas filas de espera”, explica.

Segundo ele, os maiores transtornos estão na primeira quinzena do mês, quando os clientes vão até as agências efetuar pagamento ou receber salário. De acordo com o diretor-presidente do Procon de Dourados, Rozemar Marques, mais de 50 processos administrativos movidos pela entidade estão no Judiciário aguardando decisão.

Rozemar diz que um dos principais problemas de Dourados é que muita gente reclama, mas não formaliza as denúncias junto ao Procon. “Por causa disso, este ano registramos apenas cinco denúncias do tipo, o que significaria um problema controlado, ou que atingiria poucas pessoas. Sabemos que não é esta a realidade em Dourados”, conta.

Sueli Santana de Araújo, de 32 anos, conta que pensa duas vezes antes de ir ao banco. “Às vezes gasto toda a minha tarde para resolver problemas simples. Houve dias que depois de mais de uma hora na fila desisti de pagar uma conta porque tinha que voltar ao trabalho. Quando consegui efetuar o pagamento paguei multa e juros”, relata. De acordo com o Procon, todas as de-núncias podem ser feitas pelo serviço 151 em Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico