Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Bancada de MS eleva em 22,3% valor de emendas

27 Dez 2004 - 08h16

A bancada federal sul-matogrossense conseguiu elevar em 22,3% o valor das emendas de bancada destinadas ao Estado. Dos R$ 109,040 milhões definidos pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) no Orçamento Geral da União de 2005, o valor subiu para R$ 134,040 milhões. O texto ainda vai a votação no Congresso Nacional.

"Foi um ganho de 10% em relação ao ano passado”, disse o deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT), que é o coordenador da bancada federal. Ele esteve presente na reunião com o relator da CMO, na Câmara dos Deputados. Em 2004, o Orçamento previa R$ 120,412 milhões para Mato Grosso do Sul, que terá incremento de R$ 14 milhões em 2005. “O problema é a liberação”, destacou o deputado Waldemir Moka (PMDB), lembrando que do valor previsto para 2004, pouco mais de 2% foi liberado até agora, a menos de uma semana para o fim do ano.

Uma reunião que durou cerca de 15 minutos foi o tempo suficiente para o Estado ter assegurado mais R$ 25 milhões em emendas de bancada para o próximo ano em relação à proposta da comissão. O maior corte da CMO foi para os recursos destinados à implantação e ampliação de sistemas de drenagem urbana, que foi reduzido de R$ 25 milhões para apenas R$ 1 milhão, o que representa apenas 4% do valor solicitado pela bancada. Já a implantação e ampliação da rede de esgoto em cidades com mais de 30 mil habitantes receberão 35% do valor requisitado pela bancada. Dos R$ 25 milhões, ficaram R$ 8,770 milhões.

Uma das obras prioritárias para Mato Grosso do Sul que tiveram corte substancial é a adequação de trechos na BR-267, da divisa do Estado com São Paulo e da MS-195, em Porto Murtinho. Dos R$ 280 milhões solicitados, ficaram apenas R$ 30 milhões. “Nós temos recursos de emendas do Governo, que vão assegurar R$ 188 milhões para rodovias de Mato Grosso do Sul”, disse Biffi.

Estavam na reunião os deputados federais Vander Loubet, João Grandão e Biffi (os três do PT), Geraldo Resende (PPS) e Waldemir Moka (PMDB). Mandaram representantes os senadores Juvêncio César da Fonseca (PDT), Ramez Tebet (PMDB) e Delcídio do Amaral (PT).

Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez
FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo vai morar com mendigos e vira vizinho de Agenor
CLUELDADE
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
ECONOMIA
Mercado financeiro já trabalha para traçar cenários sem Bolsonaro
PROCURA-SE
Adolescente desaparece e família recebe ligação misteriosa
TRAGÉDIA
Jovens irmãos morrem em grave acidente; caminhonete chegou a se partir ao meio
FAMOSIDADES
Justiça decreta prisão de Dado Dolabella por insulto à ex mulher