Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 18 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Baixa umidade provoca corrida aos postos de saúde

6 Jul 2007 - 17h15
 
 

As doenças respiratórias provocadas pela baixa umidade relativa do ar dos últimos meses continuam sendo as grandes responsáveis pela lotação nos postos de saúde de Campo Grande. De acordo com a médica Rosimeire Fernandes, coordenadora-geral de assistência à saúde da Prefeitura de Campo Grande, nos meses em que a umidade do ar estava nos níveis aceitáveis, os postos recebiam 4,8 mil pacientes por mês, enquanto nos últimos dois meses esse número saltou para 16 mil pessoas, ou seja, a demanda teve um aumento de até 70%.

Conforme os dados da coordenadora, do dia 17 de maio até hoje, foram registrados cerca de 32 mil pacientes que passaram pela inalação oferecida pelos postos de saúde, ou seja, 447 pessoas por dia passaram pelos noves postos que fazem atendimento 24 horas na Capital. “Nessa época do ano é normal sofrermos com o tempo seco, mas a procura está sendo realmente bem grande”, afirmou Rosimeire.

Ainda segundo os dados da coordenação, o aumento de doenças respiratórias dos meses de maio para junho foi 60% e apenas a gripe comum teve um crescimento de 196%, seguido do resfriado com 179%, pneumonia com 176%, sinusite com 172% e amidalite com 163%. Rosimeire afirma ainda o atendimento nos postos 24 horas no mês de maio foi de 2,5 mil adultos e 2 mil crianças por dia. “Aumentamos o número de pediatras, principalmente na parte da noite, para atender a demanda”, explica.

Conforme ela, neste mês, época comum em que os profissionais tiram férias, a população será atendida normalmente. “Os médicos terão cerca de 15 dias apenas e retornam as suas atividades”, garantiu a coordenadora.

Luciana Aguiar

A Sedec (Secretaria Nacional de Defesa Civil), do Ministério da Integração Nacional, desaconselha atividades ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas, especialmente entre as 14 e 16 horas, período do dia em que a umidade do ar fica mais baixa. Orienta-se também para a ingestão de bastante líquido para não ter problemas de desidratação, sendo dois litros de água o ideal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados