Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Autoescolas onde atuavam instrutores fraudadores de CNH podem ser punidas

12 Set 2013 - 17h52Por Campo Grande News

A Comissão de Agricultura do Senado marcou para o dia 3 de outubro audiência pública com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a presidente da Funai, Maria Augusta Boulitreau Assirati, para discutir a demarcação de terras indígenas em Mato Grosso do Sul e no país.

Em reunião nesta quinta-feira (12), via assessoria, o senador Ruben Figueiró (PSDB) informou que pediu a inclusão dos nomes do presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária), Eduardo Riedel e do presidente da Acrissul (Associação dos Criadores do Mato Grosso do Sul), Francisco Maia, para participar do debate.

Para Figueiró, a Comissão de Agricultura precisa entrar na discussão, principalmente depois de conflitos recentes envolvendo indígenas e produtores rurais que, inclusive, resultaram na morte de um índio sul-mato-grossense.

Inicialmente, o presidente da comissão, senador Benedito de Lira (PP-AL), sugeriu que os representantes da classe rural de Mato Grosso do Sul fossem ouvidos antes da reunião com o Ministro da Justiça. O senador Waldemir Moka (PMDB), por sua vez, reforçou a necessidade da participação deles.

Ele lembrou ainda que a União propôs a compra das terras conflagradas com Títulos da Dívida Agrária (TDAs), mas o Governo do Estado está preocupado com a depreciação dos papéis. Para os parlamentares sul-mato-grossenses, é imprescindível esclarecer essas questões.

A senadora Ana Amélia (PP-RS) também apoiou o debate e solicitou a inclusão de mais um convidado, o Procurador do estado do Rio Grande do Sul, Rodinei Candeia. A reunião com os cinco participantes acontecerá na Comissão de Agricultura, no dia 03 de outubro, a partir das 8h30.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento