Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 22 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Aumento de preços pode reduzir consumo de bebidas

7 Jul 2004 - 13h44
O ministro da Saúde, Humberto Costa, disse hoje, na abertura da reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde, que discutirá com o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, a questão do aumento de preços das bebidas alcoólicas para dificultar o consumo. Além disso, tratará com os ministros José Dirceu, chefe da Casa Civil, e Jorge Félix, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, da formação de um grupo permanente de discussão sobre o problema das drogas.

Durante a reunião, o movimento Propaganda sem Bebida distribuiu manifesto pela proibição da publicidade de cerveja e outras bebidas alcoólicas. No manifesto, o movimento fez ainda restrições a anúncios de bebidas, nos meios de comunicação, em eventos esportivos, culturais e sociais, a exemplo da legislação que limita a propaganda de cigarro.

A reunião do Conselho Nacional de Saúde é realizada sempre na primeira semana de cada mês. O conselho tem poderes para decidir sobre políticas públicas de saúde, necessitando apenas da homologação do ministro para a execução dessas políticas.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAIÇÃO
Mulher flagra marido com novinha e a faz andar pelada na rua
ENCONTRO ACABA EM MORTE
Moça que foi estuprada e assassinada saiu de casa para se encontrar com um amigo
RAÇA ASSASSINA
Rottweiler mata doze bezerros em propriedade rural
TRAGEDIA NA RODOVIA
Grave acidente envolve três caminhões e um carro na PR 180; uma pessoa morreu
FÁTIMA DO SUL - NESTA QUARTA-FEIRA
Esclarecimentos sobre porte de armas e suas aquisições acontece nesta quarta-feira em Fátima do Sul
ESTUDANTES
Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir desta terça-feira
TECNOLOGIA
Clientes de bancos digitais vão poder sacar dinheiro em padarias e supermercados
VALOR INDEVIDO
Mais de 4 milhões de motoristas vão receber restituição da diferença do DPVAT
DESEMPREGO À VISTA
Petrobras vai demitir funcionário aposentado após reforma da Previdência
BORA PRA BONITO - MS
Passeios em Bonito tem até 60% de desconto para sul-mato-grossenses