Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 17 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Aumento de preços pode reduzir consumo de bebidas

7 Jul 2004 - 13h44
O ministro da Saúde, Humberto Costa, disse hoje, na abertura da reunião ordinária do Conselho Nacional de Saúde, que discutirá com o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, a questão do aumento de preços das bebidas alcoólicas para dificultar o consumo. Além disso, tratará com os ministros José Dirceu, chefe da Casa Civil, e Jorge Félix, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, da formação de um grupo permanente de discussão sobre o problema das drogas.

Durante a reunião, o movimento Propaganda sem Bebida distribuiu manifesto pela proibição da publicidade de cerveja e outras bebidas alcoólicas. No manifesto, o movimento fez ainda restrições a anúncios de bebidas, nos meios de comunicação, em eventos esportivos, culturais e sociais, a exemplo da legislação que limita a propaganda de cigarro.

A reunião do Conselho Nacional de Saúde é realizada sempre na primeira semana de cada mês. O conselho tem poderes para decidir sobre políticas públicas de saúde, necessitando apenas da homologação do ministro para a execução dessas políticas.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto