Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 21 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Aumentam vendas de máquinas agrícolas

16 Ago 2010 - 10h44Por

O setor de comercialização de máquinas agrícolas vive um bom momento com o aumento das vendas neste primeiro semestre de 2010. Na 38ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial do Sul de Mato Grosso , em Rondonópolis, foi possível ver, pela quantidade de tratores, colheitadeiras, pulverizadores e implementos agrícolas expostos, que as indústrias não economizaram no lançamento de novas e modernas máquinas.

O empresário Darci Ciarini, proprietário da Agrofito, revendedora da Case, Agrale, Stara e Volare, em Rondonópolis, avalia positivamente o cenário. "Na verdade estamos passando por uma fase de recuperação, pois no ano passado já houve uma melhora expressiva nas vendas, o que não vinha acontecendo em anos anteriores, em função da crise".

O empresário avalia que entre os principais fatores para os investimentos em renovação da frotas de tratores e colheitadeiras por parte dos produtores rurais, é o bom preço da soja. Além da retomada da compra de grãos pelos chineses, o baixo estoque de fibras no mercado mundial também favorece o Brasil que é um dos maiores produtores de soja e algodão. E, consequentemente, Mato Grosso, Estado que mais produz grãos no país. Para se ter uma idéia, enquanto em 2009 foram vendidos 3.816 colheitadeiras em todo o Brasil, até o final do mês de julho haviam sido comercializadas 2.157. Já em Mato Grosso, ano passado foram comercializadas 784 colheitadeiras e este ano, até o mês de julho, 255.

As vendas de máquinas agrícolas no Brasil em junho atingiram 6.059 unidades, queda de 5% em relação a maio. Mas, em relação ao mesmo mês do ano passado, houve uma alta de 42,8%, segundo informações da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores .

De janeiro a junho, o setor vendeu 34.982 unidades (colheitadeiras, tratores e pulverizadores), crescimento de 51,7%, contra o mesmo período do ano passado. Em junho, a produção de máquinas atingiu 7.676 unidades, queda de 4,7% sobre maio e um salto de 88,8% em relação a junho de 2009.

Nos seis primeiros meses deste ano foram produzidas 43.795 unidades, alta de 54,1% na comparação anual. Foram exportadas em junho, 1.609 unidades, declínio de 19,1% sobre maio e alta de 34,3% ante junho do ano passado.

O faturamento bruto mensal do setor de máquinas e equipamentos teve elevação de 7,9% em junho de 2010, somando R$ 6,158 bilhões, conforme informações da Abimaq Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

A média mensal de faturamento em 2009 foi de R$ 5,486 bilhões, enquanto que em 2008 o valor chegou a R$ 6,824 bilhões.

Segundo previsões da Abimaq, a média de 2010 deve ser de R$ 5,650 bilhões. De janeiro a junho, as vendas externas somaram 8.231 unidades, crescimento de 13,1% sobre igual período de 2009, o que representou uma receita de US$ 953,005 milhões, 66,2% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082
VIOLENCIA
Motorista atropela manifestantes do MST e mata um idoso