Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 18 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Audiência Pública discute a realidade da adoção em MS

27 Mai 2010 - 14h28Por Dourados News

Nesta sexta-feira, dia 28, a Assembleia Legislativa em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado discute “A Realidade da Adoção de Mato Grosso do Sul”. O encontro, com início previsto para as 8h30, reunirá entidades que trabalham com a adoção, órgãos municipais e estadual de assistência social, estudantes, conselheiros tutelares, além da população interessada no tema.

Somente nesse ano, onze crianças já foram adotadas em Mato Grosso do Sul, conforme dados do Cadastro Nacional de Adoção. O número já é maior do que o total de adoções registrado no ano passando, quando oito crianças foram encaminhadas ao um lar substituto.

No encontro, os participantes discutirão temas como a nova lei da adoção, a adoção internacional, além de decisões recentes da Justiça relacionadas ao tema. No dia 27 de abril, o STJ (Supremo Tribunal de Justiça) reconheceu, por unanimidade, o direito de um casal homossexual adotar uma criança, gerando jurisprudência na questão que se tornou polêmica em todo o país. De acordo com a assessoria do STJ, o julgamento deve embasar decisões de outros juízes pelo país, apesar de não ser uma decisão vinculante. Além disso, o julgamento deve fazer com que os casais homossexuais abandonem a prática de adotar individualmente uma criança para evitar problemas legais. A criança poderá receber o nome dos dois responsáveis.

Participam da audiência, o presidente da Abraminj (Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude), desembargador Joenildo de Sousa Chaves, a juíza da Infância, Juventude e Idoso, Katy Braun do Prado, a juíza da Vara da Fazenda Pública e Registros Públicos e ex-titular da Vara da Infância e Juventude, Maria Izabel de Matos Rocha, a coordenadora do Núcleo de Orientação e Fiscalização dos abrigos e Projeto Padrinho, Rosa Rosângela, as assistentes sociais da Vara da
Infância, Juventude e Idoso, Vanessa Vieira e Doêmia Ceni Gomez, e a psicóloga Lilian Regina Zeola, também da Vara da Infância, Juventude e Idoso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido