Menu
SADER_FULL
segunda, 22 de abril de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Audiência deverá discutir a produção do algodão no Estado

14 Jul 2010 - 17h37Por MS Notícias

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira, dia 14 de julho, o deputado Paulo Corrêa (PR), fez uso da tribuna para destacar a reinvidicação dos produtores de algodão do Estado.

O parlamentar participou da abertura da Festa do Algodão dos Chapadões, em Chapadão do Sul, na última sexta-feira e conversou com representantes da Associação dos Produtores de Algodão, que pedem para retomar a discussão do fundo do algodão em Mato Grosso do Sul.

É que 1999, foi criado o Fundo Pluma, e de todo algodão e seus subprodutos, como o caroço, vendidos no Estado, os produtores pagavam 4% e o Governo 8% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). O incentivo do Governo concedido para o Fundo Pluma, neste período era de 15% mas que foi erradicado em 2001.

Neste sentido, o parlamentar solicitou que seja realizada uma reunião na Casa de Leis com os produtores de algodão de Mato Grosso do Sul. "Hoje, um hectare de algodão rende R$ 5 mil, e um hectare de soja rende R$ 1,5 mil", justificou Corrêa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 LUZ
Giselle Itié lamenta a morte de outro ex-namorado em apenas três meses
CENSURADO
Video com ataques de Olavo a Militares é excluido das Redes de Bolsonaro
DOENÇA DO SÉCULO
Yasmim Gabrielle, do ‘Programa Raul Gil’, se suicida após depressão
FATALIDADE
Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro
IRRESPONSABILIDADE
Bebê de 1 aninho entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil