Menu
SADER_FULL
sexta, 19 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Atlético-MG vence e foge da queda

8 Out 2004 - 08h42
Na estréia do técnico Mário Sérgio, o Atlético-MG venceu o Guarani, por 3 a 2, e deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time mineiro chegou aos 39 pontos e, após 35 rodadas, ocupa o 19º lugar na tabela de classificação. O Bugre, que contratou o ex-técnico atleticano Jair Picerni, mas foi dirigido ontem pelo interino Renato Frederico, continua segurando a lanterna da competição, com 31 pontos.

No jogo entre os rivais diretos na luta contra o descenso, o Galo foi soberano no primeiro tempo - quando abriu uma vantagem de 3 a 0 -, enquanto o Bugre foi superior na etapa final.

A torcida alvinegra atendeu ao apelo da diretoria e aproveitou o preço reduzido dos ingressos, comparecendo em bom número ao estádio Independência. Empurrado pelos torcedores, o time atleticano, com várias novidades entre os titulares, partiu para cima da equipe paulista.

A partir de 20 minutos de jogo, o Atlético criou diversas oportunidades para marcar, a maior parte delas nos pés do meia Rodrigo Fabri, destaque da partida. Aos 26 minutos, ele acertou a trave do gol adversário, em uma cobrança de falta da direita. Na seqüência da jogada, a bola foi cruzada na área e o armador Renato, mesmo pressionado por dois zagueiros, cabeceou para fazer 1 a 0.

Três minutos depois, o atacante Alex Mineiro ampliou ao concluir um cruzamento de Wagner da direita. O Guarani oferecia pouca resistência e o time da casa não tinha dificuldades para dominar a partida. Aos 43 minutos, Renato, da entrada da área, fez o seu segundo gol no jogo, o terceiro do Galo.

O time de Campinas voltou com mais apetite para o segundo tempo e após um vacilo da defesa atleticana, Valdeir - que havia entrado no lugar de Aílton - diminuiu aos 19 minutos. O gol animou o Bugre e, aos 26, o zagueiro João Leonardo aproveitou uma cobrança de falta da esquerda para marcar o segundo da equipe visitante. Um minuto depois, o atacante Viola quase empata a partida.

Aparentando cansaço, o Atlético não conseguia imprimir o mesmo ritmo da etapa inicial. Alex Mineiro teve a chance de ampliar, aos 36 minutos, mas desperdiçou ótima oportunidade, permitindo que o goleiro Fernando evitasse o gol.

O Guarani pressionou até o final. Nos acréscimo do árbitro, até o goleiro da equipe paulista foi para a área adversária tentar o gol de empate. "Se jogássemos com essa garra no primeiro tempo, tínhamos vencido o jogo", lamentou Fernando. O meia Rodrigo Fabri destacou a garra demonstrada pelo time mineiro. "Mesmo com esse sufoco no final, conseguimos somar três pontos fundamentais". Já o técnico Mário Sérgio, reclamou a "herança" recebida, se referindo à falta "de condicionamento físico adequado" dos jogadores.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura
ACIDENTE NA ESCOLA
Criança de 7 anos tem ferimentos graves após trave de futebol cair em sua cabeça em escola
ESTUPRO
Grávida de 20 anos foi estuprada ao pegar carona. Tarado filmou a ação
ACERTO DE CONTAS
Homem é morto a facadas e tem cadeado colocado na boca
POLEMICA
Funcionária de creche chamada de 'vadia' em faixa exposta em praça de MG recebe apoio