Menu
SADER_FULL
terça, 22 de maio de 2018
RIO_DOURADOS
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Associação: roubo de carga causou prejuízo de R$ 1 bi em 2009

10 Jun 2010 - 10h47Por Agência Brasil

O Brasil teve um prejuízo de quase R$ 1 bilhão com o roubo de cargas nas rodovias em 2009. Foram 13,5 mil ocorrências, segundo dados da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística). A realidade, no entanto, é ainda pior, de acordo com o próprio presidente da entidade, Flávio Benatti. Segundo ele, é grande o número de crimes desse tipo que não são comunicados à polícia. Estimativas não oficiais da Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas (Fenatac) indicam que o roubo de cargas aumenta cerca de 7% a cada ano.

"Não há dúvidas de que o prejuízo é muito maior e que é grande a influência desse tipo de prática criminosa no custo Brasil", disse Benatti, durante o 10º Seminário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Cargas, na Câmara dos Deputados.

"O prejuízo vai muito além de R$ 1 bilhão, uma vez que é grande o número de casos que não são notificados. Isso acaba sendo arcado pelas empresas e seguradoras, antes de ser repassado aos consumidores", afirma o presidente da Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, Milton Monti.

Segundo a NTC, 81,38% dos roubos de cargas registrados ocorrem na Região Sudeste. "Isso corresponde a quase 11 mil, das 13,5 mil ações criminosas praticadas no País. Em valores, são cerca de R$ 660 milhões em prejuízo apenas no Sudeste", diz Benatti. Em segundo lugar, vem a Região Sul, com 1.069 casos, ou 7,9% - prejuízo de R$ 102,5 milhões.

Entre as mercadorias mais visadas pelos criminosos estão as de gêneros alimentícios, eletroeletrônicas, fármacos, os cigarros, têxteis, as autopeças e os combustíveis, além de produtos metalúrgicos e químicos.

O uso tecnologia para prevenir esses crimes não têm resultado na diminuição dos roubos de cargas. "A cifra de prejuízos é enorme, porque as quadrilhas têm atuado de forma intensa e já está ficando disseminada por todo o País", afirma o presidente da Fenatac, José Hélio Fernandes.

"Mesmo com as empresas fazendo uso das tecnologias modernas, como rastreadores por GPS, dispositivos que só permitem a abertura dos compartimentos em locais previamente definidos ou mesmo a chamada cerca eletrônica (travamento do veículo que desviar de uma rota pré-estabelecida), os roubos de cargas são cada vez mais praticados no Brasil", explica Fernandes.

De acordo com ele, seria importante que a atuação policial passasse a ser federalizada, a fim de melhorar o combate a esse tipo de crime. "Esse é um passo importante, porque a atuação das polícias estaduais acaba limitada por causa dos procedimentos burocráticos necessários para que a investigação avance para os Estados vizinhos".

Para o secretário de Política Nacional de Transportes do Ministério dos Transportes, Marcelo Perrupato, o roubo de cargas precisa ser combatido por duas frentes. Além de uma infraestrutura que evite o tráfego em baixa velocidade, "é necessário que se faça um trabalho com foco na inteligência policial para identificar trechos onde há falta de fiscalização e para identificar onde ocorrem as vendas de produtos sem notas fiscais", afirma.

"A redução de velocidade depende da característica das estradas. A maior parte das vias pavimentadas no País são pistas simples e algumas delas ficam em regiões montanhosas. Além dos aspectos topográficos, precisamos fiscalizar, de forma mais eficiente, os locais onde ocorre maior incidência de assaltos", disse Perrupato.

O 10º Seminário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Cargas está sendo realizado na Câmara dos Deputados e discute propostas de infraestrutura que ajudem a superar os gargalos do transporte rodoviário, além de medidas de combate ao roubo de cargas no País.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DISCUSSÃO VIRA MORTE
Discussão entre vizinhos por som alto termina em tragédia
LUTO NA MODA
Morre Nara Almeida, modelo e influenciadora digital aos 24 anos nesta 2ª feira
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval se envolve com Laureta, dá golpe e foge com joias roubadas
APOCALIPSE
André (Sidney Sampaio) vasculha a casa de Estela (Lisandra Souto) e faz ameaças a ela e a Talita (La
FÁTIMA DO SUL - PARALISAÇÃO NACIONAL
Caminhoneiros prometem fechar rodovia nesta segunda-feira das 07h às 18h em Fátima do Sul
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre armação de Karola contra ela
EMOCIONANTE
Alunos arrecadam dinheiro para professor cearense que não recebe salário há mais de 2 meses
TRAIÇÃO
Jovem desabafa sobre traição de mãe com marido: "Fui largada para morrer na UTI"
FATALIDADE
Aluno de 12 anos morre após ser atingido por trave de gol
HEROI
‘Perdeu tiozão”: guarda municipal impede assalto a loja e troca tiros com suspeitos