Menu
SADER_FULL
quinta, 19 de julho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Assentados vendem 307 lotes em 20 dias, constata Incra

28 Out 2004 - 17h30
Em apenas 20 dias o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma agrária) constatou a venda irregular de 307 lotes, entregues a trabalhadores rurais sem-terra através da reforma agrária em Mato Grosso do Sul, conforme novo balanço do órgão. Em oito de outubro reportagem publicada pelo MidiamaxNews denunciava a venda de 923 lotes de assentamentos do Estado somente em 2004. O número saltou para 1.230 lotes comercializados este ano, depois de investigadas 5.788 famílias desde julho de 2003.

No mesmo período, 230 lotes distribuídos em 30 assentamentos foram devolvidos ao Incra, o que corresponderia, conforme o órgão, a uma grande fazenda com extensão de 2,5 a 3 mil hectares. Do total de reintegrações, 52 foram realizadas somente nos últimos 20 dias e todos os lotes serão redirecionados para assentar novas famílias. Das terras negociadas, 48 lotes eram dos assentamentos Boa Sorte e Tamacavi, localizados em Itaquiraí, a 406 quilômetros da Capital e ainda, 17 lotes eram da Fazenda Santa Clara, em Bataguassu.

Conforme o Incra, a maior parte das vendas é atribuída a famílias ligadas a Fetagri (Federação dos Trabalhadores da Agricultura), seguida dos movimentos MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-terra) e CUT (Central Única dos Trabalhadores). Os números comprovam o livre comércio das terras desapropriadas e também compradas pelo governo federal para fins de reforma agrária. A última grande aquisição da União por exemplo - a Fazenda Itamaraty, em Ponta Porã - custou R$ 165 milhões aos cofres públicos, com o objetivo de assentar 2.048 famílias em seus 24,5 mil hectares.

Os lotes reintegrados constituem áreas de 15 a 29 hectares e as constatações foram feitas por três equipes do Incra que percorrem os assentamentos em todo o Estado. A averiguação foi feita a partir de denúncias dos próprios movimentos. Somente este ano o Incra afirma ter recebido mais de oito mil denúncias. Um dos casos mais graves aconteceu na região de Sidrolândia, onde foi constatada a venda de 90% dos 238 lotes do assentamento Jibóia, criado em 1992.

 

Grande FM

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO PELO BRASIL E MUNDO
Indústria de Hotéis aguarda aprovação dos jogos para captar bilhões em produtos turísticos
AGORA EM DOURADOS - MS
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
TRAGEDIA
Acidente chocante em Foz: casal morre na hora em batida
NOVELA GLOBAL
Aliada de Laureta, Rosa se vinga do pai e o humilha no restaurante em ‘Segundo sol’
GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval
FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro