Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Artuzi completa um mês preso e recebe primeira visita

2 Out 2010 - 09h08Por Dourados Agora

O prefeito afastado de Dourados, Ari Artuzi (expulso do PDT), completa hoje 1 mês preso, após o terremoto político que atingiu a cidade, com a deflagração da Operação Uragano, no dia primeiro de setembro.

A operação da Polícia Federal trouxe a público um esquema de corrupção e pagamento de propinas que envolve a maior parte dos vereadores da cidade, além de secretários e empresários. O chefe seria Artuzi.

Na Capital, conforme o Campograndenews, ás vésperas de completar 30 dias de prisão, o prefeito afastado recebeu a primeira visita de parentes, em uma cela do Garras (Delegacia Especializada de Repressão, Roubos, Assaltos e Sequestros), na avenida Afonso Pena. Uma das filhas de Artuzi, Juliane, de 15 anos, esteve na delegacia para ver o pai.

Segundo o advogado que representa Artuzi, Carlos Marques, a visita da filha foi emocionante, mas uma concessão, pois nas delegacias não são permitidas visitas.

O prefeito de Dourados está no Garras há uma semana, após ser transferido da 3ª Delegacia de Polícia, no bairro Carandá Bosque, onde ficou desde o dia 1º, quando veio transferido de Dourados por motivo de segurança, dado o clima de revolta que tomou conta da cidade.

A mudança de delegacia em Campo Grande também foi justificada com o motivo segurança. A Polícia Civil teria recebido ameaças de morte ao prefeito, não confirmadas por seu advogado.

Carlos Marques diz achar estranho o fato de Artuzi permanecer preso por tanto tempo, “sem os requisitos exigidos para prisão preventiva”. Para ele, a prisão é ilegal e inédita na história política de Mato Grosso do Sul, já que nenhum outro com mandato passou pela mesma situação.

O advogado recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), mas não está otimista. Como o Tribunal de Justiça do Estado ainda não julgou o mérito do pedido de liberdade, apenas a liminar, o STJ pode optar por não se manifestar até que haja o julgamento do mérito.

No judiciário estadual tramita o pedido de habeas corpus e um recurso contra a prisão. O recurso só deve ser votado no dia 19 de outubro e o mérito do habeas corpus não tem prazo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico