Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 15 de setembro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Área plantada do Estado teve aumento de 28% neste ano

19 Jul 2004 - 07h57
A área plantada de Mato Grosso do Sul aumentou 28% do ano passado para esse ano, afirmou o secretário de Produção e Turismo, José Antônio Felício, durante audiência com o governador Zeca do PT. Foram incorporados mais 390 hectares de soja, fazendo a área cultivada do Estado subir para 1,79 milhão de hectares. Mas o potencial de desenvolvimento do campo ainda está longe de se esgotar, e o governo já se antecipa discutindo um plano para ampliar a malha viária e possibilitar a incorporação de outros milhares de hectares.

Relatório da Seprotur (Secretaria de Estado da Produção e do Turismo) revela que a agricultura de Mato Grosso do Sul é a que apresenta mais pujança no país. No Mato Grosso, por exemplo, o crescimento da área cultivada foi de 18% do ano passado para esse; em São Paulo de 17%, Goiás 19%, Maranhão 23% e no Paraná, apenas 9%. O bom momento por que passa a agricultura e a volta do financiamento explicam o interesse pela atividade, mas a liderança do Estado tem outras razões, destaca Felício.

“Dois programas de governo foram responsáveis pela recuperação de 1 milhão de hectares de terras degradadas: o Expansul (Programa de Extansão de Áreas Agrícolas de Mato Grosso do Sul) e o Repasto (Programa de Recuperação, Renovação e Manejo de Pastagens Cultivadas)”, destacou o secretário. Através do Expansul, que incentiva a substituição da pecuária em áreas degradadas pela agricultura em forma de arrendamento, foram incorporados 400 mil hectares na área cultivada do Estado, sendo que 97% foram ocupados pela soja. O Programa Repasto recuperou 600 mil hectares de pecuária, sem substituição da atividade.


Infra-estrutura – José Felício delineou para o governador Zeca do PT o esboço de um plano que visa ampliar a malha viária do Estado para dar suporte à agricultura nas regiões Norte, Sul e Bolsão, onde existe uma considerável demanda reprimida, segundo o secretário. “Em Chapadão do Sul, por exemplo, a abertura de uma estrada de 70 quilômetros possibilita a incorporação de uma área de 100 mil hectares à agricultura. Esse é o pequeno gargalo que precisamos resolver.”

O governador determinou que na próxima semana, Felício se reúna com o secretário de Estado de Infra-Estrutura e Habitação, Carlos Augusto Longo Pereira, para definir o plano de expansão da malha viária, que, além da abertura de novas estradas, prevê a construção de novas e substituição das atuais pontes de madeira por estruturas de concreto, que suportam cargas maiores. Há a possibilidade de o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) financiar o projeto.

“O agronegócio é vital para Mato Grosso do Sul. Mais da metade dos empregos gerados no Estado nos últimos anos são no campo, e vamos continuar investindo para dar condições de crescimento à agricultura e pecuária, ao mesmo tempo em que pensamos projetos de industrialização a médio e longo prazo”, ponderou o governador. Na reunião foram discutidos todos os projetos em execução pela Seprotur, nas áreas de produção agrícola, industrial e no turismo.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
PM é torturado e morto após circular boato de que seria 'estuprador'
JULGAMENTO
PMs acusados de chacina taparam câmera de segurança antes do crime
CASO DE POLÍCIA
Catador de reciclável recebe mochila com bebê congelado dentro
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo morre após carro bater em árvore em rodovia de MS
FAMOSOS
David Brazil causa ao expor bumbum de Anitta sem ela saber
ACIDENTE FATAL
Câmera de segurança registrou acidente fatal de enfermeira. VEJA O VÍDEO
MONSTRUOSIDADE
Homem que matou mãe e filha em Cascavel escreveu carta. Bebê tomou mamadeira “batizada”
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mulher e marido são presos suspeitos de estuprar menina de 11 anos que dormia na casa deles
SUPERSTIÇÃO
Primeira sexta-feira 13 do ano com noite de lua cheia pode ser perigosa, alerta taróloga
ESPORTE
Poderá o poker se tornar olímpico?