Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Aposentados terão correção do salário mínimo

16 Jul 2004 - 14h01
Os aposentados e pensionistas que, entre 1994 e 1997, passaram pela defasagem do salário mínimo, sem a incorporação ao benefício, terão direito a receber o reajuste e o passivo referentes a estes anos. A dívida referente ao reajuste da URV das aposentadorias chega a R$ 12,3 bilhões.

O acordo foi firmado hoje pelos ministros da Previdência Social, Amir Lando, do Planejamento, Orçamento e Gestão, Guido Mantega, da Casa Civil, José Dirceu, da Fazenda, Antonio Palocci, e representantes dos aposentados e pensionistas, no Palácio do Planalto. Na quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina uma medida provisória com as regras para a correção, que começa a ser paga no contracheque de setembro, referente aos vencimentos de agosto.

"(O acordo) significa que a sociedade tem que arcar com o custo, porque é um direito líquido e certo dos aposentados e o governo tem recursos orçamentários escassos. Não temos outra alternativa", disse Amir Lando.

Em uma nota divulgada pelo ministro, o governo explica que a elevação da contribuição das empresas se deu após ser "descartada a hipótese de aumentar a contribuição dos segurados". A alíquota das empresas será elevada em novembro deste ano. Segundo a nota, "no caso de incidir apenas sobre a folha de pagamentos, a alíquota será de 0,6% durante dez anos".

A correção foi determinada pela Justiça e 1,8 milhão de aposentados serão beneficiados pelo acordo. Para quem entrou na Justiça, o prazo para recebimento do passivo é de seis anos, e de oito anos para quem não entrou com ação.

O cronograma beneficiará primeiramente os aposentados que têm valores menores para receber, de menos de R$ 2 mil, que tenham mais de 70 anos de idade e que está com ação na Justiça. Receberá por último, em oito anos, quem tem menos de 70 anos, ganha mais do R$ 7,2 mil e não entrou na Justiça.

A partir de agosto, serão chamados os aposentados com benefícios de final 1 e 6; em setembro, os de final 2 e 7; em outubro, os de final 3 e 8; em novembro, os de final 4 e 9; em dezembro, os de final 5 e 0. Mesmo quem for chamado em dezembro receberá retroativamente a agosto.

Os Correios, os postos do INSS e as organizações sindicais auxiliarão na assinatura dos termos de adesão.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'