Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Apoio do ILB garante formação de pessoal, diz Londres

2 Dez 2004 - 11h03
O convênio que a Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul firmou esta manhã com o ILB (Instituto Legislativo Brasileiro) vai permitir que sejam reproduzidos no Estado cursos e programas culturais produzidos pelo instituto. O presidente da Assembléia, Londres Machado, afirmou esta manhã que esta é mais uma etapa da modernização da Casa, que, em fevereiro de 2005, deverá ter novos equipamentos de informática.
De acordo com ele, são iniciativas para garantir a preparação do pessoal da Assembléia para as particularidades do trabalho legislativo. Entre os cursos que poderão ser oferecidos está um que não é para o público interno da Casa e sim para os administradores municipais, para elaboração de projetos. Dessa forma, as prefeituras poderiam economizar os valores que normalmente são pagos às consultorias que elaboram projetos. Londres Machado afirmou também que os trabalhos produzidos pela Assembléia poderão ser reproduzidos em outras regiões, permitindo o intercâmbio entre os legislativos.
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo
APOCALIPSE
André (Sidney Sampaio) é assassinado por Ricardo (Sérgio Marone)
DEMORA
Diesel cai R$ 0,62 em distribuidoras e apenas R$ 0,32 nos postos de MS
Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal