Menu
PASSARELA
sábado, 23 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Anvisa exige apreensão de analgésico e formicida

27 Jul 2004 - 17h50
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde determinou a apreensão, em todo o território nacional, do lote nº 02115 do analgésico Dipirona Sódica, dos produtos Formicida Formi-House e Baraticida Baratafim.

O lote da dipirona sódica solução injetável, ampola 2 ml, fabricado pela empresa Equiplex Indústria Farmacêutica Ltda., em Aparecida de Goiânia (GO) apresentou aspecto insatisfatório, com presença de partículas em suspensão.

O medicamento foi fabricado em 1º de junho de 2003, com validade até 1º de junho de 2005. Já o Formicida Formi-House e o Baraticida Baratafim, fabricados pela empresa Insetimax Indústria Química Ltda., em Jardinópolis (SP), não possuem registro na Anvisa.

É de responsabilidade das empresas o respeito às determinações e das vigilâncias sanitárias estaduais e municipais a fiscalização do cumprimento das medidas. Caso haja infração as referidas resoluções, as indústrias e pontos de venda poderão ser autuados e receber multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, conforme a Lei nº 6.437/77.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo
APOCALIPSE
André (Sidney Sampaio) é assassinado por Ricardo (Sérgio Marone)
DEMORA
Diesel cai R$ 0,62 em distribuidoras e apenas R$ 0,32 nos postos de MS
Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal