Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 16 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Anulado julgamento de policial condenado por matar companheiro de farda

19 Set 2013 - 10h49Por STJ

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça anulou decisão da Justiça Militar do Rio de Janeiro que havia condenado um policial militar a 15 anos de prisão pelo assassinato de um companheiro de farda, que estava tendo um caso com a esposa dele.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou que o julgamento de crime praticado por militar contra vítima também militar, em serviço ou não, deve ser processado e julgado pela Justiça Militar.

A defesa recorreu ao STJ, alegando que não se trata de crime militar, pois o fato envolveu praças que não estavam a serviço, vestiam roupas civis e portavam armas que não pertenciam à corporação, em local não sujeito à administração militar. Pedia a liberdade do policial condenado e a declaração de incompetência da Justiça Militar para julgar o caso.

A relatora, ministra Laurita Vaz, anulou a ação desde o oferecimento da denúncia e determinou a liberdade do pm que estava preso desde julho de 1010 pra que seja processado e julgado pela justiça comum.

Segundo a relatora, no caso específico, em que os militares não estavam em serviço e o crime foi motivado pelo relacionamento amoroso entre a vítima e a esposa do acusado, deve-se entender que o delito não é militar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo
REVISTA VEJA
Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%
A FAZENDA
Fazendeiro Evandro Santo gera nova punição