Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 14 de outubro de 2019
CÂMARA BONITO OUTUBRO 2019
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Anestesia de brasileiros dispensa agulha

26 Abr 2007 - 15h17

Você tem medo de agulhas? Prefere a dor de dente a ter que pensar em tomar uma anestesia na boca? E na hora de uma pequena cirurgia ou de tomar pontos? O nervoso da picada é pior que o do procedimento? Pois pesquisadores gaúchos prometem que, em breve, isso pode ser coisa do passado. Aliando a nanotecnologia à medicina, eles afirmam ter criado um creme anestésico seguro que dispensa o uso de agulhas. A comprovação virá nos testes em seres humanos, previstos para começarem daqui dois meses.

A novidade é fruto de outra novidade. As pesquisas foram feitas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mas o remédio é da companhia Incrementha, uma parceria entre dois laboratórios farmacêuticos, a Biolab e a Eurofarma, que foi lançada nesta quarta-feira (25) junto com o medicamento.

De acordo com o diretor da Incrementha, Dante Alário, da UFRGS, o anestésico criado pelo grupo é especial por controlar o tamanho das partículas do remédio, o que permite que ele funcione sobre a pele, mas não penetre na corrente sangüínea. Segundo o médico, é a primeira vez no mundo que a nanotecnologia é usada no desenvolvimento de um remédio com sucesso.

“Nos desenvolvemos o medicamento com partículas do tamanho exato para que elas atuem topicamente, mas sejam barradas e não entrem nos vasos sangüíneos”, afirmou Alário ao G1. Isso é especialmente importante porque um anestésico que caia na corrente sangüínea pode ter graves conseqüências. “Há casos de anestesias usadas em grande quantidade, que caíram no sangue e levaram o paciente à morte”, diz ele.

 

Segundo Alário, o medicamento acaba de ser aprovados nos testes em animais. Por volta do final de junho, os médicos esperam iniciar os testes em seres humanos, divididos em três etapas.

 

Segundo ele, se tudo correr como previsto, o medicamento deve chegar ao mercado no final de 2008. O preço de fábrica, segundo estimativas do próprio diretor, deve ficar em torno de R$ 20 a bisnaga de 20g.

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA DO SÉCULO
Bombeiros convencem homem que estava em cima de árvore a desistir de suicídio
DICAS DE INFORMÁTICA
Usando o Windows no Trabalho? Como se Certificar de que o seu PC está Seguro
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Agno abre seu caso com Leandro: 'Ele é gay, eu também e está comigo'
FÁTIMA DO SUL E VICENTINA
Fátima do Sul, Vicentina mais 61 cidades em alerta para temporais com granizo até nesta 2ª-feira
SOB INVESTIGAÇÃO
Corpo de idosa desaparecida há 10 dias é encontrado enterrado no quintal de casa
SANTA BRASILEIRA
Irmã Dulce é canonizada pelo Papa Francisco em cerimônia que reúne milhares no Vaticano
CANONIZAÇÃO
Papa e igreja não são inimigos do governo brasileiro, diz Mourão
VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Pesqueiro 7 Bello solta 8 Ton. de peixes e almoço deste domingo terá música Ao Vivo em VICENTINA
BRASILEIRÃO 2019
Os desafios dos treinadores brasileiros no Brasileirão
INFANTICIDIO
Tio estava drogado e enforcou Estela por causa de briga entre menina e irmão mais novo, diz polícia