Menu
SADER_FULL
quinta, 15 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

André sugere inclusão de mais três partidos na aliança com PTB

1 Jun 2010 - 10h04Por Conjuntura Online

O governador André Puccinelli (PMDB) sugeriu a inclusão de mais três pequenos partidos na chapa de deputados estaduais a ser encabeçada pelo PTB, legenda que fará parte de uma das alianças que apoiarão seu projeto de reeleição em Mato Grosso do Sul.

A sugestão foi feita pelo governador em recente conversa com o presidente regional do PTB, Ivan Louzada, e transmitida ao presidente regional do PSDB, deputado estadual Reinaldo Azambuja, durante reunião na manhã desta segunda-feira.

Por enquanto, o PTB encabeça uma chapa na qual também fazem parte o PTC, PSC e PTN. “O governador perguntou se nós aceitaríamos incluir o PHS, o PSDC e o PMN, formando uma chapa de sete partidos. Dissemos a ele que sim, agora depende dos entendimentos com os dirigentes dessas legendas”, disse Louzada ao site Conjuntura Online.

A intenção do PTB, segundo o dirigente, é que a coligação entre na campanha eleitoral deste ano com a possibilidade de fazer de dois a três deputados estaduais.

Dentro do esquema de campanha à reeleição do governador teria a participação de outras três coligações na chapa de deputados estaduais e federais.

O dirigente comentou que na reunião com Azambuja, na qual também participaram o ex-deputado estadual Walter Carneiro, secretário-geral do PTB, e o ex-prefeito de Sidrolândia, Enelvo Felini, secretário-executivo do PSDB, foi tratada a respeito da coligação de deputados federais e da vinda de José Serra, pré-candidato tucano à Presidência da República, a Mato Grosso do Sul.

“O deputado Reinaldo Azambuja ficou de me dizer até amanhã (terça-feira) a data em que o Serra virá ao Estado, para saber da possibilidade  da vinda do Roberto Jefferson (presidente nacional do PTB) ao Estado”, revelou, referindo-se ao encontro do PSDB que deverá ocorrer entre os dias 9 e 10 de junho em Campo Grande.

A idéia de Azambuja, que trocou a reeleição pela candidatura à Câmara Federal, é inserir o PTB na chapa de deputados federais.

“Nesse caso, dissemos que não temos restrição, tanto podemos coligar com partidos pequenos como grande”, informou, lembrando que o PTB trabalha para atingir de 30 mil a 40 mil votos na disputa pela cadeiras da Câmara. “Precisamos, com isso, manter o Fundo Partidário e o nosso tempo na televisão, lembrou, em menção a exigência da cúpula nacional que baixou resolução determinando o cumprimento da  cota mínima de 5% dos votos no  município que tiver candidato a deputado federal.

“Nos municípios onde o PTB estiver com órgão partidário ativo, a soma dos votos dados a deputado federal e os votos dados à legenda para deputado federal deve superar 5% dos votos válidos”, assinala trecho da resolução, que também ameaça mudar a comissão provisória municipal e dissolver o diretório que eventualmente não atinja o percentual exigido.

Causa própria

Louzada reagiu a críticas feitas no fim de semana pelo suplente de senador Antonio João Hugo Rodrigues, ao participar do encontro regional do PT em Nova Andradina, de que a maioria do PTB estaria disposta a apoiar a candidatura do ex-governador Zeca do PT ao governo estadual.

“Ele está advogando em causa própria, porque sabe que 70% dos municípios onde o PTB tem representatividade apóiam o governador André Puccinelli, como nos casos de Aral Moreira, Anastácio, Amambai, Bodoquena, Brasilândia, Sonora, Terenos, Maracaju, Ladário, Corumbá, Ribas do Rio Pardo”, colocou Louzada, ao citar alguns exemplos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos