Menu
SADER_FULL
quarta, 14 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

André recebe Tetila e discute questões de saúde em Dourados

9 Jul 2007 - 11h19

O prefeito de Dourados, Laerte Tetila (PT), e o secretário municipal de Saúde, João Paulo Esteves, se reúnem hoje com o governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), para mais uma rodada de negociação sobre os valores da contratualização com o Hospital Evangélico (HE). Também estarão presentes na reunião, diretores do hospital.

Há meses, a administração municipal vem tentando negociar com a instituição hospitalar para garantir o atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) de Dourados e região. O fato é que, segundo o secretário de Saúde, há um sub-financiamento da Atenção Hospitalar da rede pública de Saúde e por isso o município enfrenta essa situação hoje em dia.

“O problema não pode ser atribuído ao município, mas sim à tabela nacional do SUS que está defasada há anos. A gestão municipal sempre honrou com recursos próprios para o atendimento aos usuários do SUS no HE e quando assumiu a administração, por exemplo, garantiu o pagamento de um grande número de AIHs. A Prefeitura continua atenta e solidária às dificuldades do hospital e encaminhando soluções com seus efetivos parceiros”, enfatizou João Paulo.

O secretário lembrou que o que não há, de fato, é o dinheiro necessário para cobrir a defasagem da tabela nacional do SUS e fala que isso só será possível com o aporte financeiro maior dado pelo Governo do Estado. João Paulo disse ainda que o município tem por obrigação aplicar 15% do seu orçamento em Saúde e que, só este ano, já está aplicando 20% de seus recursos no setor, comprometendo todas as alternativas de aplicação de verbas em Saúde.

“A ajuda dada ao HE e, conseqüentemente, à população de Dourados e região é viabilizar recursos para ampliar os valores que já foram propostos no contrato com o hospital, que está em mais de R$ 300 mil/mês. A dificuldade existe e é por falta de recursos, mas jamais faltou determinação da administração municipal de construir uma relação solidária e de responsabilidade para viabilizar o atendimento no HE para a população”, frisou João Paulo.

Ele destacou ainda que a gestão municipal reconhece os serviços prestados pelo hospital ao longo desses 50 anos. “E esperamos que haja êxito nas negociações na próxima segunda-feira, junto ao governador”.

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil no MS
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília