Menu
SADER_FULL
segunda, 15 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

André Puccinelli ouve deputados e desiste de usar Fundersul

26 Abr 2007 - 16h30

O governador André Puccinelli (PMDB) acatou os argumentos dos deputados estaduais e não vai utilizar os recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rodoviário de Mato Grosso do Sul) para pagar dívida do Estado com a Petrobras. Nesta manhã uma comissão de deputados foi à Governadoria para demover o governador de usar R$ 26,8 milhões no pagamento de parte da dívida com a estatal federal e utilizar os R$ 60 milhões previstos somente para investimentos.

Na saída da reunião com o governador e o secretário estadual de Obras Públicas e Transportes, Edson Giroto, o deputado estadual Londres Machado (PR) disse que André aceitou não utilizar os R$ 26,8 milhões que estavam previstos no plano de aplicação de recursos do Fundersul. Para Londres, é importante para os produtores que André utilize os R$ 60 milhões integralmente em investimentos. “Mas o Estado tem que pagar as dívidas, principalmente da Petrobras, se não bloqueia a conta do governo”, disse o deputado.

Para definir de onde tirar os recursos para pagar a dívida, os deputados reuniram-se na Presidência da Assembléia para avaliar as possibilidades de fonte de recurso. Uma das opções é tirar do próprio Tesouro, outra opção é a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos combustíveis e da cana-de-açúcar, o que aumentaria a arrecadação do Fundersul.

No entanto, o líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Youssif Domingos (PMDB), disse hoje que o Estado descarta, neste momento, incluir a cana-de-açúcar entre os produtos taxados pelo Fundersul. “Atualmente, não há como tributar, por agora está descartado. Estamos em um namoro com usinas interessadas em investir no Estado e não queremos nenhuma ação impeditiva a esses empreendimentos”, afirmou o deputado.

Após a reunião entre os deputados e o secretário de Obras Públicas, Edson Giroto, ficou acordado que os R$ 60 milhões previstos para serem destinados ao Estado da arrecadação do Fundersul serão utilizados apenas para investimentos. Conforme Youssif, até amanhã o secretário vai enviar uma nova proposta com essa decisão e na quarta-feira será votado pelos deputados.

Já sobre a dívida com a Petrobras, que seria paga com os recursos do Fundersul, o líder do governo explicou que o Estado vai negociar com a Petrobras o ICMS que hoje é retido dos combustíveis, para pagar uma parte da dívida com esses recursos, e tentar um abatimento no montante total, que a Petrobras afirma ser de R$ 132 milhões, o governo afirma ser R$ 118 milhões, mas quer pagar apenas R$ 81 milhões, em 30 parcelas mensais de R$ 2,7 milhões.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo
REVISTA VEJA
Pesquisa: Bolsonaro tem 54% dos votos válidos; Haddad, 46%
A FAZENDA
Fazendeiro Evandro Santo gera nova punição
COPA DO BRASIL
Corinthians promete maior prêmio de sua história por título
VIOLENCIA
Jovem não reage a assalto mesmo assim é baleado dentro de ônibus
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Rochelle chega em casa de cadeira de rodas e se muda para quarto de empregada