Menu
SADER_FULL
quarta, 18 de julho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

André diz que Enersul cobra 6ª energia mais cara do mundo

29 Mar 2007 - 17h50
Dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Mato Grosso do Sul agrega mais um índice alarmante, ocupando o 6° lugar no ranking da energia elétrica mais cara do mundo. O dado foi divulgado pelo governador André Puccinelli (PMDB) durante a entrega de documentos à Aneel, manifestando a indignação do Estado com a cobrança da tarifa estabelecida pela Enersul.

Segundo os dados da Agência, os consumidores residenciais pagam R$ 0,41915/kwh nos 74 municípios que a concessionária abastece em Mato Grosso do Sul. De acordo com o deputado Youssif Domingos (PMDB), a informação foi prestada pelo governador, que apresentou uma pesquisa, anexada aos documentos apresentados pelo à diretoria da Aneel na tarde de ontem em Brasília.

O deputado Youssif (PMDB) revelou hoje após reunião com André Puccinelli (PMDB) e demais deputados na Governadoria, que o governo do Estado vai tentar conseguir o congelamento da tarifa, prevista para ser reajustada no próximo dia 8 de abril. Youssif revelou ainda que a Enersul enviou um documento à Aneel argumentando que o alto valor cobrado é decorrente da baixa densidade demográfica do Estado, que possui aproximadamente 2,1 habitantes por quilômetro quadrado.

Diante da explicação, o governo rebateu a justificativa afirmando que o Estado de Mato Grosso possui menos de um habitante por quilômetro quadrado e mesmo assim a tarifa é inferior á cobrada em Mato Grosso do Sul. Segundo Youssif, na reunião os deputados demonstraram preocupação com a revisão tarifária já prevista em contrato para acontecer em 2008, na qual serão repassados os custos destinados à ampliação da rede elétrica e programas como o “Luz Para Todos”.

O deputado estadual Zé Teixeira (PRF) revelou que o custeio desta revisão será rateado entre o governo federal, que arcará com 40%, o governo estadual com 10% e os consumidores em geral que ficarão responsáveis pelo custeio de 50% da revisão tarifária.

Diante da polêmica tarifária com a Enersul, o deputado Youssif afirmou estar surpreso com a divulgação que a concessionária solicitou à Aneel um reajuste de 21%, sendo que quando convocada a prestar esclarecimentos em audiência pública na Assembléia Legislativa, a Enersul alegou que ainda não tinha solicitado o índice de reajuste.

Com o novo valor, os consumidores de 200 kw por mês podem pagar R$ 20,00 a mais pelo consumo de energia, sem contar os impostos e tarifas, já que o valor pode subir para até R$ 0,5071715/kwh. O governo do Estado conseguiu o compromisso da Aneel de realização de uma auditoria externa na Enersul para apurar a coerência da proposta de reajuste e dos critérios apresentados pela empresa, conforme informou ontem a senadora Marisa Serrana (PSDB).

O governador André Puccinelli convocou uma reunião para segunda-feira (dia 2) com a diretoria da Enersul, bancada dos deputados federais e estaduais, para tentar reajuste zero na conta de energia. Ainda não foi definido o local e horário da reunião.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA EM DOURADOS - MS
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
TRAGEDIA
Acidente chocante em Foz: casal morre na hora em batida
NOVELA GLOBAL
Aliada de Laureta, Rosa se vinga do pai e o humilha no restaurante em ‘Segundo sol’
GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval
FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro
EDUCAÇÃO - FIES - INSCRIÇÕES
Fies abre inscrições nesta segunda com 155 mil vagas para 2º semestre