Menu
CÂMARA FÁTIMA DO SUL OUTUBRO 2019
sexta, 18 de outubro de 2019
CÂMARA BONITO OUTUBRO 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

André diz que Enersul cobra 6ª energia mais cara do mundo

29 Mar 2007 - 17h50
Dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Mato Grosso do Sul agrega mais um índice alarmante, ocupando o 6° lugar no ranking da energia elétrica mais cara do mundo. O dado foi divulgado pelo governador André Puccinelli (PMDB) durante a entrega de documentos à Aneel, manifestando a indignação do Estado com a cobrança da tarifa estabelecida pela Enersul.

Segundo os dados da Agência, os consumidores residenciais pagam R$ 0,41915/kwh nos 74 municípios que a concessionária abastece em Mato Grosso do Sul. De acordo com o deputado Youssif Domingos (PMDB), a informação foi prestada pelo governador, que apresentou uma pesquisa, anexada aos documentos apresentados pelo à diretoria da Aneel na tarde de ontem em Brasília.

O deputado Youssif (PMDB) revelou hoje após reunião com André Puccinelli (PMDB) e demais deputados na Governadoria, que o governo do Estado vai tentar conseguir o congelamento da tarifa, prevista para ser reajustada no próximo dia 8 de abril. Youssif revelou ainda que a Enersul enviou um documento à Aneel argumentando que o alto valor cobrado é decorrente da baixa densidade demográfica do Estado, que possui aproximadamente 2,1 habitantes por quilômetro quadrado.

Diante da explicação, o governo rebateu a justificativa afirmando que o Estado de Mato Grosso possui menos de um habitante por quilômetro quadrado e mesmo assim a tarifa é inferior á cobrada em Mato Grosso do Sul. Segundo Youssif, na reunião os deputados demonstraram preocupação com a revisão tarifária já prevista em contrato para acontecer em 2008, na qual serão repassados os custos destinados à ampliação da rede elétrica e programas como o “Luz Para Todos”.

O deputado estadual Zé Teixeira (PRF) revelou que o custeio desta revisão será rateado entre o governo federal, que arcará com 40%, o governo estadual com 10% e os consumidores em geral que ficarão responsáveis pelo custeio de 50% da revisão tarifária.

Diante da polêmica tarifária com a Enersul, o deputado Youssif afirmou estar surpreso com a divulgação que a concessionária solicitou à Aneel um reajuste de 21%, sendo que quando convocada a prestar esclarecimentos em audiência pública na Assembléia Legislativa, a Enersul alegou que ainda não tinha solicitado o índice de reajuste.

Com o novo valor, os consumidores de 200 kw por mês podem pagar R$ 20,00 a mais pelo consumo de energia, sem contar os impostos e tarifas, já que o valor pode subir para até R$ 0,5071715/kwh. O governo do Estado conseguiu o compromisso da Aneel de realização de uma auditoria externa na Enersul para apurar a coerência da proposta de reajuste e dos critérios apresentados pela empresa, conforme informou ontem a senadora Marisa Serrana (PSDB).

O governador André Puccinelli convocou uma reunião para segunda-feira (dia 2) com a diretoria da Enersul, bancada dos deputados federais e estaduais, para tentar reajuste zero na conta de energia. Ainda não foi definido o local e horário da reunião.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESABAMENTO DE PRÉDIO
Fortaleza: sob escombros, vítimas telefonam e jovem faz selfie
VICENTINA EM DESTAQUE
Vicentinense é destaque na São Paulo Fashion Week
ROMARIA
Romeiros saíram nesta quinta, 17, de Fátima do Sul para Aparecida do Norte
DESCARGA ELÉTRICA
Mulher morre após levar choque em máquina de lavar
MISTÉRIO
Mulher é morta e jogada no rio; filho de quatro anos da vítima estava em carro abandonado
ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena
NOVELA GLOBAL
Amadeu abandona defesa de Josiane durante o julgamento da vilã em 'A dona do pedaço'
HOMOFOBIA
Filho de Mauricio de Souza desabafa após ataques homofóbicos: 'Desejam que eu apanhe'