Menu
SADER_FULL
terça, 19 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

André desmente números do reajuste da educação do governo anterior

31 Ago 2010 - 16h11Por Fátima News com assessoria

O governador André Puccinelli desmentiu, com base nas tabelas oficiais de vencimentos, os índices de reajuste de professores atribuídos ao Governo anterior. Segundo os dados disponíveis na Secretaria de Educação, não são verdadeiras as notícias veiculadas sobre evolução salarial de 215% dos professores. O índice é de 57%.  

 

 

“Os dados divulgados pelo nosso adversário não são sérios”, explicou André, exemplificando que para chegar ao reajuste de 215% anunciado, a assessoria do candidato petista parte de uma remuneração de professor com carga horária de 20 horas (R$ 287,27 em 1998)  e fecha o cálculo usando a remuneração de um professor com carga horária de 40 horas (R$ 905,10 em 2006).

 

 

“Ocorreu um equívoco ou foi uma informação divulgada errada de propósito, visando confundir. Se foi a segunda hipótese isso é uma falta de respeito aos professores e a opinião pública”.

 

 

Na verdade, o professor de 20 horas que tinha vencimento de R$ 287,27, em 1998, passou a receber R$ 452,57, em 2006, conforme pode o reajuste assegurado pela lei 3.190 de 2006. Isso significa uma evolução salarial de 57%, bem inferior aos 215% alardeados pela comunicação petista.

 

ATUAL GOVERNO

 

No dia do debate na FETEMS, André ressalta que a sua gestão elevou o salário inicial do professor de 20 horas de R$ 452,57 (2006) para R$ 938,15, em 2010, acumulando um percentual total de 107,30%. Esse índice é cinco vezes maior do que a inflação do período que foi de 21,12% - IPCA-e estimado até o final de 2010.  

 

Quando André assumiu, Mato Grosso do Sul ocupava o sexto lugar no ranking nacional de salário de professores. Ano passado essa posição evoluiu para o quarto lugar e chegou na terceira posição em 2010. “Vamos continuar evoluindo a fim de oferecer para a nossa juventude um dos melhores ensinos do País”, afirma o governador.

 

André lembra que conclui o primeiro período do governo estadual sem nenhuma greve ou paralisação dos trabalhadores na educação, ressaltando que cumpriu todos os compromissos acordados com a categoria e vai manter a política de reajustes salariais acima da inflação.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário