Menu
SADER_FULL
quinta, 17 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

ANABB destaca apoio de João Grandão a greve dos bancários

6 Out 2004 - 13h21

O presidente da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), Valmir Camilo, fez um agradecimento ontem ao deputado Federal João Grandão (PT-MS) pelo discurso feito na tarde de terça-feira na Câmara dos Deputados “em defesa dos bancários e contra a ganância dos banqueiros”.

Segundo Valmir Camilo “a categoria, certamente, precisa de apoio público e político, além do reconhecimento para a luta por recomposição de salários e qualidade de vida”.

A Associação dos Funcionários do Banco do Brasil conta atualmente com 98 mil associados, conforme documento assinado por Valmir Camilo.

Veja a íntegra do pronunciamento do deputado João Grandão:

 

 

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores

 

 

No ano passado, o setor financeiro lucrou R$ 11,5 bilhões. Em dez anos do Plano Real, seu lucro cresceu 273%, enquanto o reajuste dos salários dos bancários não ultrapassou 155%. Os quatro maiores bancos do país, no primeiro trimestre deste ano, somente com as tarifas, lucraram R$ 5 bilhões. Somente pela sonegação da CPMF, este ano, a Receita Federal autuou oito bancos em R$ 1,25 bilhão sendo que ainda está sendo investigando mais 12 bancos.

Diante deste quadro, a greve dos bancários é justa e reflete a difícil situação em que vive a categoria em todo o país que reivindica 25% de reajuste salarial e PLR de um salário mais R$ 1.200. Em contrapartida os bancos oferecem 8,5% de reajuste e mais R$ 30 para os que recebem até R$ 1.500, uma cesta-alimentação extra, e 80% do salário mais R$ 705,25 de PLR.

Diante da intransigência dos banqueiros em negociar com a categoria a Executiva Nacional dos Bancários decidiu ontem fazer uma contraproposta para a Federação dos Bancos em mais uma tentativa resolver o impasse e voltar ao trabalho. Mesmo com esta flexibilização das negociações os banqueiros insistem em continuar explorando os bancários e, por conseguinte penalizando toda a população brasileira que há mais de vinte dias está sofrendo por causa da precariedade dos serviços oferecidos pelos bancos.

Os mais penalizados são os aposentados e pensionistas que estão sendo receber seus proventos; também sofrem os desempregados que estão na fila para receber o seguro-desemprego; enfim a falta de negociação prejudica de uma forma geral o País que está funcionando pela metade.

Estamos solidários a greve dos bancários de todo o país, pois na condição de ex-presidente do Sindicato dos Bancários de Dourados e região e atualmente diretor licenciado desta entidade, não podemos nos furtar em ir para as ruas, para as portas dos bancos gritar por melhores salários, pelo fim da precarização da mão-de-obra; pelo fim dos lucros abusivos e falta de respeito com os clientes e funcionários.

Esperamos que os banqueiros aceitem negociar dentro dos patamares exigidos pelos bancários para que esta greve chegue a bom termo e que a categoria recupere o valor real de seus salários. Também esperamos que o Governo Federal flexibilize os diálogo para que a greve nos bancos oficiais chegue a um bom termo e por esse motivo estamos solicitando ao ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que o Governo Lula, que já declarou apoio à greve dos bancários, contribua para a aceleração das negociações com os sindicalistas.

Os bancários e a população brasileiras não podem continuar sofrendo por causa da ganância dos banqueiros que somente provocam cada vez mais o empobrecimento do nosso povo que sofre com as altas taxas de juros e com o péssimo atendimento e com as intermináveis fila.

 

Muito Obrigado

João Grandão (PT-MS) Deputado Federal

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'