Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Amizade com Alonso fez Trulli ser demitido

2 Ago 2004 - 15h44

O italiano Flavio Briatore, diretor da Renault, explicou nesta segunda-feira que o italiano Jarno Trulli foi dispensado porque estava muito amigo do espanhol Fernando Alonso, o que acabava prejudicando a saudável competição entre os pilotos, que os motiva a melhorar ao máximo o desempenho.

"Foi uma decisão muito difícil, pois hoje é o Trulli quem está por cima em relação ao Fernando (ele tem 46 pontos, contra 39 do espanhol). Na verdade, Jarno e Fernando são amigos. Nós precisamos de competição dentro do time para melhorarmos nosso desempenho. Fiz isso para motivar Alonso, que é o nosso futuro. Estou tranqüilo em relação ao Trulli. Eu gerenciei sua carreira por mais de 10 anos, agora chegou a hora de ele seguir sozinho. Ele é um ótimo piloto e uma pessoa corajosa."

Sobre o italiano Giancarlo Fisichella, que em 2005 será o companheiro de Alonso, Briatore disse o que espera: "Estamos dando a Fisichella e chance de sua vida. No ano que vem, esperamos brigar pelo título e ele terá um papel importante nesse processo", declarou Briatore.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento