Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Aluno não deve estudar às vésperas do Enem, diz pedagogo

26 Ago 2004 - 11h23
O estudante que vai realizar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) não tem como se preparar na véspera da prova, já que o desempenho no exame é resultado da experiência escolar, de acordo com o orientador pedagógico e supervisor de Biologia do Sistema Anglo de Ensino, Sezar Sasson.

Diferente de uma prova convencional, o exame instituído pelo MEC (Ministério da Educação) funciona como um instrumento de medida, que avalia a formação do aluno, suas habilidades e competências adquiridas ao longo do aprendizado escolar. "Com isso, fica impossível executar qualquer tipo de treino ou preparação específica para o Enem nas vésperas da prova", afirma o professor.

Para Sasson, o treinamento para o Enem se dá por meio de um processo continuado da educação. "Isso não se faz dias antes do Exame, mas durante uma vida escolar inteira, com maior ou menor intensidade, dependendo da escola e dos professores."

Em relação ao conteúdo da prova, Sasson lembra que a cobrança é feita de maneira "light". "Quando um conhecimento específico é exigido no Enem, ele normalmente é básico e fundamental." Em muitos casos, afirma, o conteúdo nem é cobrado: os enunciados contêm, em seu corpo, as informações necessárias à resposta.

Segundo o professor, a realização de simulados para o Enem é indicada, mas "desde que sua proposta seja dar ao aluno a oportunidade de conhecer melhor o teste".

Exame
Neste ano, o Enem será realizado no domingo (29/8) em 2.323 locais em 608 municípios de todos os Estados e Distrito Federal. Em São Paulo, serão 560 pontos de aplicação do exame, sendo a unidade da federação com maior número de locais de prova, e também a maior quantidade de inscritos (488.446). Em todo o país serão cerca de 1,5 milhão de alunos realizando o exame.

No dia, o participante deverá comparecer ao local de realização da prova, com uma hora de antecedência do horário fixado para seu início, levando documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial, lápis preto nº 2, caneta esferográfica de tinta preta e borracha.

A finalidade do Enem, voltado aos estudantes que estão concluindo ou já terminaram o ensino médio, é oferecer uma referência para a auto-avaliação. O exame também é utilizado como modalidade alternativa ou complementar aos processos seletivos para ingresso no ensino superior. Em todo país, 455 instituições, sendo 52 públicas, utilizam os resultados do exame em seus vestibulares.

A parte objetiva da prova é constituída por 63 questões de igual valor, avaliada numa escala de 0 a 100 pontos, gerando uma nota global que corresponde à soma dos pontos atribuídos às questões acertadas. Além disso, será atribuída uma nota, também de 0 a 100, a cada uma das cinco competências avaliadas.

A redação terá a forma de texto em prosa do tipo dissertativo/argumentativo e a ela será dada uma nota global de 0 a 100, e uma nota, na mesma escala, para cada uma das cinco competências aferidas. A redação será desconsiderada se o participante fugir ao tema ou à estrutura solicitados, se estiver assinada ou, sob qualquer forma, estiver personalizada.
 
 
UOL Educação

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos