SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 19 de Fevereiro de 2018
RIO_DOURADOS
UNIPAR_468
8 de Julho de 2010 13h28

Alta no preço do café não chega ao produtor rural

Conjuntura Online

A escassez de chuvas no Espírito Santo no início de 2010 ainda se reflete no setor cafeeiro capixaba. Como o grão não se desenvolveu suficientemente, a produção perdeu tanto em quantidade e como em qualidade.

O reflexo será sentido pelo consumidor, que deve enfrentar alta de 12% no preço da bebida, como tem anunciado o Sindicato das Indústrias de Torrefação e Moagem de Café do Estado do Espírito Santo – Sincafé, valor que não é repassado ao produtor rural.

“Perdemos cerca de 30% de nossa colheita da última safra por conta da falta de chuva. O preço da saca de café hoje, não cobre nem o custo da produção, que cresceu aproximadamente 30% em relação a 2009.

Valor decorrente da elevação do preço da mão de obra, dos insumos e dos investimentos em tecnologias para a melhoria da produção.

A situação é realmente preocupante”, comenta o presidente da Comissão Técnica de Café da Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo - Faes, José Umbelino de Castro.

Um agravante para os cafeicultores é a falta de incentivo do Governo Federal que ainda não liberou o financiamento para colheita do Funcafé (Fundo de Defesa da Economia Cafeeira).

Os capixabas já colheram cerca de 60% do café das lavouras, e ainda não tiveram acesso ao dinheiro, que ajudaria nessa fase. Prejuízo para os cerca de 60 mil produtores de café do Espírito Santo.

Entre agosto e setembro, 47 milhões sacas de café vão entrar no mercado, segundo estimativa da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

“Se o Governo não lançar um programa de sustentação de preços, a tendência é que o produtor receba bem menos e amargue prejuízos ainda maiores”, enfatiza José Umbelino.

Comentários
Veja Também
pupa
LISTINHA_ONLINE
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
MBO_SEGURANÇA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.