Menu
PASSARELA
terça, 17 de julho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Aldeias indígenas recebem R$ 7 milhões do Fome Zero

29 Dez 2004 - 07h48
O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) destinou R$ 7 milhões, em 2004, para a Carteira de Projetos Fome Zero e Desenvolvimento Sustentável em Comunidades Indígenas. A finalidade é a implementação de práticas sustentáveis de segurança alimentar na produção, beneficiamento e comercialização de alimentos, além de ações nas áreas de agroextrativismo e artesanato das aldeias.

Em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), foram promovidas capacitações com representantes indígenas em todo o Brasil e oficinas regionais de formação em São Paulo, Alagoas, Pernambuco, Bahia e Santa Catarina. A Carteira de Projetos Fome Zero prevê ainda outros seis projetos em lavouras familiares e 25 que já foram apresentados nas linhas do artesanato e produção de alimentos. Além disso, o MDS e MMA realizam atividades de treinamento nas próprias aldeias, nas áreas de Pernambuco, Alagoas e Mato Grosso do Sul.

No ano passado, o MDS destinou outros R$ 5 milhões em ações em 70 aldeias indígenas em Mato Grosso do Sul, atendendo 11 mil famílias em 28 municípios. Foram adquiridas e distribuídas sacas de sementes de arroz e milho para plantio, além de locação de máquinas, preparação de solo, capacitação e produção de artesanato. Todas as ações são destinadas às comunidades indígenas em situação de risco alimentar, com o objetivo ainda de dar aumento na sustentabilidade da produção de alimentos e de artesanato, procurando a revitalização e resgate dos saberes e tecnologia de alimentos.

Este resgate é o foco de um convênio assinado com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Recursos Genéticos para o desenvolvimento de pesquisa e troca de conhecimentos e de tecnologias direcionadas à segurança alimentar das populações indígenas, abrangendo, inicialmente, a reserva indígena Krahô, no Tocantins.

As atividades buscam a reintrodução e circulação de sementes e mudas tradicionais escassas ou desaparecidas e introdução de espécies alimentares, em consonância com o projeto Etnobiologia, Conservação de Recursos Genéticos e Bem-Estar da Comunidade Indígena Krahô. Somente do MDS foram destinados R$ 310 mil.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro
EDUCAÇÃO - FIES - INSCRIÇÕES
Fies abre inscrições nesta segunda com 155 mil vagas para 2º semestre
BOA NOTICIA
Preço da gasolina nas refinarias cai para R$ 1,997
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Karola vira escrava sexual de Remy
BRIGA DE RUA
Homem morre pendurado em grade
FAMOSIDADES
Luan Santana faz declaração emocionante a Padre Fábio de Mello: ''Obrigada pelos dias maravilhosos''
ARTIGO - DIA DO ROCK
DIA DO ROCK - ARTIGO: 'Há um tempo atrás não muito distante...', por Lucio Gazola