Menu
SADER_FULL
sábado, 25 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Álcool pode ajudar a fortalecer ossos

1 Jul 2004 - 15h04
O consumo moderado de álcool pode ajudar a proteger e a fortalecer os ossos das mulheres, anunciaram cientistas britânicos.

De acordo com artigo publicado no "Anais de Doenças Reumáticas", os pesquisadores do Hospital St Thomas de Londres examinaram os efeitos do álcool em 46 pares de irmãs gêmeas. Em todos os casos, uma delas bebia moderadamente e a outra muito pouco.

O resultado foi que as mulheres que consumiam álcool moderadamente --em média oito doses de álcool por semana-- tinham ossos mais densos que aquelas que consumiam muito pouco, informa a "BBC On-line" (news.bbc.co.uk).

Apesar dos resultados, os pesquisadores não sabem quais componentes do álcool trazem os benefícios. Também acham improvável que os médicos comecem a recomendar às mulheres que bebam mais como uma forma de prevenção a doenças como osteoporose.

"O álcool é como qualquer outra droga --trabalha diferentemente em diferentes níveis e as pessoas também reagem diferentemente a ele", disse Tim Spector, pesquisador que trabalhou no estudo.

Segundo Spector, o consumo excessivo do álcool pode trazer um efeito contrário sobre a estrutura óssea.
 
Folha On Line

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATENTADO
Casa de deputado é atacada com pelo menos 30 tiros de fuzil
SUPERAÇÃO
Ser diagnosticado 5 vezes com câncer em 15 anos não foi capaz de parar campeão paralímpico
SUSTO
Palco de Gusttavo Lima pega fogo durante show em Pernambuco
É MUITO PLÁSTICO
Brasil produz mais de 11 milhões de toneladas de lixo plástico
CASOS RAROS
Duas crianças morrem em uma semana, após sofrer AVC, preocupa classe médica
REALITY SHOW 2020
Participante do BBB20, médica sugeriu que mataria Dilma “em seu plantão”
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão
ESPORTE 2020
Opção de 'Cashout' atrai apostadores iniciantes
FUTEBOL 2020
Coritiba anuncia novo patrocinador máster para 2020
DOENÇA INFECCIOSA
Presos que estavam sendo 'comidos vivos' por doença são internados