Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Alberto volta à Vila sem medo da torcida

5 Out 2004 - 09h09
Autor do primeiro gol nas finais do Brasileirão 2002, que abriu o caminho do Santos para o inédito título brasileiro, o atacante Alberto vive a expectativa de voltar à Vila Belmiro pela primeira vez depois da conquista, e justamente vestindo a camisa do Corinthians, adversário santista naquela oportunidade.

Na reapresentação do elenco do Timão nesta segunda-feira, o jogador não escapou das perguntas sobre o seu ex-clube e o que espera da torcida santista neste reencontro. E não pipocou nas respostas. 'O torcedor é passional e tenho de estar preparado para qualquer coisa. É claro que não espero confetes ou ser aplaudido pela torcida do Santos, mas acredito que serei respeitado por eles', afirmou.

Questionado sobre uma possível 'chuva de chinelos' vinda da arquibancada, como já ocorreu com outros ex-santistas que trocaram a Baixada por uma equipe rival, Alberto comentou: 'Todo mundo que entra na Vila para jogar contra o Santos é vaiado. Não faço idéia do que vai acontecer, mas não penso nisso, pois preciso ficar concentrado. Se as coisas forem boas, vou receber de braços abertos, se não forem, vou esquecer', avisou.

Se depender do apoio de Jô, seu concorrente à camisa nove do Timão, Alberto irá tirar de letra qualquer manifestação contrária ou ofensiva da torcida do Peixe. 'Ele e o Fábio Costa são jogadores experientes, que sabem lidar com a pressão. Os dois não terão problema nenhum em assimilar eventuais vaias', apostou.

Silêncio : Enquanto o atacante Alberto não se importou em comentar o que espera do reencontro com seu ex-time, o goleiro Fábio Costa, que deixou o Peixe pelo Corinthians no início do ano, preferiu se calar. Escolhido pelos jornalistas na votação diária que define os entrevistados, a 'Muralha' não atendeu aos pedidos da assessoria de imprensa, deixando o Parque São Jorge em silêncio.

Nesta terça, véspera do clássico, novamente o torcedor corintiano não poderá ler ou escutar declarações do goleiro sobre sua expectativa para o clássico, pois, segundo sua orientação aos assessores, ele só aceita falar, quando votado, às segundas e sextas-feiras.

 

Gazeta Esportiva

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares