Menu
PASSARELA
domingo, 27 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

AGU abre concurso público para preencher 213 vagas

27 Jul 2004 - 10h37
 

A AGU (Advocacia-Geral da União) abriu concurso público para preencher 213 vagas de advogado, cargo que oferece salário inicial de R$ 4.694. Para participar, é preciso ter diploma de bacharel em Direito, ser inscrito na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ter dois anos de prática forense.

A partir do dia 9, as pré-inscrições podem ser feitas nas agências credenciadas da Caixa Econômica Federal ou pela internet no site www.cespe.unb.br/aguadv2004. Para se inscrever, o candidato deve fornecer o número do CPF. É preciso ficar atento, porque quem se inscrever no posto fará a prova na cidade onde foi atendido.

O prazo termina nos dias 20 (agência) e 22 (internet) e somente os aprovados no exame objetivo – que será aplicado em 10 de outubro – que ficarem classificados em até cinco vezes o número de vagas deverão requerer a inscrição definitiva no concurso da AGU.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
FÁTIMA DO SUL - CARREATA DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros preparam carreata e conclamam o comércio para que fechem as portas em Fátima do Sul
COPA DO MUNDO
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
FÁTIMA DO SUL - PROTESTOS CONTINUAM
Bloqueios continuam e caminhoneiros convocam população para 'Parar Fátima do Sul'
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível