Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Agrotóxicos do Paraguai dominam mercado em Dourados

13 Out 2004 - 17h54

Produtos agrotóxicos contrabandeados do Paraguai devem ser usados intensamente na próxima safra na região de Dourados. A afirmação é de engenheiros agronômos e revendedores do município. Os técnicos acreditam que a procura pelos produtos ilegais deve crescer pois muitos produtores estão descapitalizados e vão optar pelos contrabandeados para gastar menos.

O mais procurado pelos produtores é o herbicida Clorimuron, usado para o controle de folhas largas nas lavouras de soja. O agrotóxico custa em média R$ 600 o quilo no mercado legal, enquanto que o produto paraguaio custa em média R$ 295 o quilo. Já o fungicida Carbendavin, usado para combater as doenças de final de ciclo da soja, custa em média R$ 50 o litro nas revendedoras de Dourados. O contrabandeado é 60% mais barato.

Segundo os técnicos, os agrotóxicos paraguaios possuem especificações diferentes em relação aos brasileiros, por isso, além de ser ilegais não são recomendados. A Polícia Federal e o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renová-veis) estão de olho no contrabando de agrotóxicos do Paraguai para Estados produtores de grãos no país. O delegado da Polícia Federal em Dourados, Lásaro Moreira da Silva disse que já intensificou as fiscalizações nas estradas que cortam a região. A pessoa que for presa transportando agrotóxico ilegal pode pegar pena de 1 a 4 anos de detenção.

 

 

Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho