TASS_MOTORS
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 15 de Dezembro de 2017
DELPHOS_FULL
6 de Dezembro de 2004 11h02

Agronegócio terá menor expansão em 2005

O agronegócio crescerá em 2004 em um ritmo menor do que o verificado no ano passado e não deve melhorar em 2005. Estudo feito pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados em Economia da Universidade de São Paulo (USP) indica que o Produto Interno Bruto (PIB) do setor crescerá este ano 3,2% - menos da metade da taxa de expansão registrada em 2003, que foi de 6,6%. Em termos comerciais, a expectativa é a de que o setor acumule no ano um superávit de US$ 30 bilhões.

O cenário traçado para 2005 não indica melhora. \"O crescimento será bastante modesto porque os custos de produção ficaram num patamar elevado nesta safra e os preços internacionais devem continuar caindo\", previu o chefe do Departamento Econômico da CNA, Getúlio Pernambuco.

A queda no ritmo de crescimento do PIB do agronegócio irá reduzir a participação do setor no conjunto global de riquezas produzidas no País. \"Em 2003, respondemos por 31% do PIB nacional e devemos cair este ano abaixo de 30%\", disse o chefe do Departamento de Comércio Exterior da CNA, Antônio Donizeti Beraldo. Essa redução no peso do setor agrícola dentro do PIB do País não comprometerá a taxa total de expansão da economia, graças à melhora do desempenho de outros setores. \"A dinâmica da indústria e do comércio este ano estão bem melhores\", lembrou.

Apesar da desaceleração, os técnicos que analisaram o estudo reconhecem que, ainda assim, o comportamento do agronegócio em 2004 é positivo e lembram que a redução já era esperada. \"Nos últimos quatro anos tivemos taxas de crescimento chinesas, da ordem de 10%, e como todo ciclo econômico há um momento de baixa do ritmo de expansão\", ponderou Beraldo. A grande preocupação dos técnicos é estimar qual será a duração deste período de queda no ritmo de geração de riquezas.

Isso porque os fatores que levaram à retração em 2004 deverão se repetir em 2005. A elevação nos custos dos insumos, por exemplo, já foi incorporada no início à safra 2004/2005.
 
 
MS Notícias
Comentários
Veja Também
LÉO_GÁS_300
FORTALEZA
pupa
Últimas Notícias
  
FÁBRICA_CALÇADOS
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.