Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Agronegócio: Azambuja convoca deputados para reunião na Famasul

18 Mai 2007 - 09h40
Kelly Venturini
 
O deputado Estadual Reinaldo Azambuja (PSDB), conclamou os deputados integrantes da Bancada do Agronegócio, que ele lidera, para participarem da reunião que acontecerá na segunda-feira, dia 21, na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) e reunirá representantes da Câmara Federal e de diversos segmentos da classe produtor para discutir dentre outros temas a viabilidade do setor, os custos de produção e a possibilidade do alongamento das dívidas.
 
“A Bancada ruralista da Câmara Federal está fazendo um estudo no sentido de conseguir o alongamento das dividas do setor produtivo. Por este motivo eles estão viajando por todo Pais, visitando os Estados onde há o problema e por isso estarão aqui na próxima segunda-feira” observou o parlamentar.
 
Questionado sobre a possível criação de uma zona tampão no Estado Azambuja observou que “Vamos aguardar a decisão da OIE, que definirá se o Mato Grosso do Sul pode vir a ser considerada ‘Zona livre de aftosa com vacinação’. Essa decisão será tomada, na quarta-feira, em Paris”. Segundo o deputado não se pode discutir o assunto em cima de hipóteses “A secretaria Tereza Cristina estará nesta reunião, e entendo que nós devemos apoiar aquilo que possa favorecer o Estado. Sabemos que existe hoje uma reação de municípios que podem ser impactados nesta área de proteção mas buscaremos, conforme a decisão da OIE, diminuir no máximo os resultados deste impacto” completou.
 
Ele esclareceu ainda que a Bancada entende que se vão haver restrições de algumas propriedades e proprietários para o mercado de exportação, essas restrições tem que vir seguidas de algum tipo de compensação mas que isto são apenas hipóteses. “Nós estivemos conversando com as entidades ligadas ao setor produtivo. Ontem à tarde inclusive estivemos com o Ademar [Silva Junior, presidente] da Famasul e ele, como nós, entende que é preciso aguardar essa decisão da OIE para depois discutirmos o que fazer.”
 
“Existe hoje uma discussão entre Paraguai, Brasil e Argentina em se fazer essa linha de proteção na fronteira, por que os últimos focos ocorreram naquela área. O relatório do MAPA para OIE dava conta de que as ações tomadas por Mato Grosso do Sul na questão da vigilância - a vacinação que foi feita e o abate sanitário – foram satisfatórias mas, não sabemos se eles (OIE) vão aceitar isso como um bom argumento” completou.
 
A reunião está marcada para a próxima segunda-feira, às 20 horas, no auditório da Famasul, na capital.
 
 
 
 
Fátima News
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos