Menu
SADER_FULL
quarta, 15 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Agricultura: aquisição de estoques excedentes será garantida

29 Out 2004 - 10h51
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, afirmou hoje que a ampliação do orçamento para o ano que vem em R$ 2 bilhões permitirá a garantia de aquisição dos estoques excedentes. Além disso, apontou que haverá melhores condições para o funcionamento do seguro rural.

Com esses dois instrumentos, Roberto Rodrigues acredita que será possível manter o equilibro da renda do produtor diante da baixa remuneração prevista no mercado. Ele voltou a afirmar que, com o aumento dos custos de produção e maior oferta de produtos em nível mundial, “estamos vivendo um ciclo negativo da agricultura no mundo”. Para o ministro “o Brasil está no meio desse furacão em que os preços estão caindo e os custos subindo e o que o governo pode fazer é sinalizar ao mercado o interesse em preservar a renda do produtor”.

O produtor brasileiro, segundo o ministro, é hoje um empresário do campo melhor preparado para lidar com as variações mercadológicas. Tanto que foi alterada a projeção que havia há três ou quatro meses atrás, de aumento da área plantada de 3 milhões de hectares para um milhão de hectares. “O produtor já pôs o pé no breque”, disse ele, fazendo uma alusão aos levantamentos que indicam queda no comércio de fertilizantes, máquinas agrícolas e outros ítens do setor.

Roberto Rodrigues deu essas declarações logo após abrir a 13ª Expomilk - Exposição Nacional da Pecuária Leiteira - que acontece paralelamente à Feira Internacional da Cadeia Produtiva do Leite. O evento prosseguirá até o próximo sábado (30). Nesse período, os organizadores esperam atrair cerca de 20 mil visitantes e movimentar aproximadamente R$ 2 milhões, 53% a mais que no ano passado.

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Leite, Jorge Rubez, destacou que o setor vive um bom momento, tendo conseguido reverter a condição de maior importador de lácteos do mundo, o que implicava em uma soma de US$ 500 milhões, para um movimento de exportação em US$ 100 milhões e importar apenas US$ 60 milhões.

“Esse ano estamos revertendo isso com a sinalização de futuro promissor nessa área”. Apesar disso, o empresário observou que “lá fora é uma guerra, pois tem que se vender o que o mercado quer e não o que se quer produzir” e citou alguns competidores como Nova Zelândia, Austrália e União Européia.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante
NOVELA DA RECORD
Herodíade diz que foi agarrada por Batista e Joana a chama de mentirosa.
ESTUPRO VULNERÁVEL
Criança desabafa com amiga de classe que era estuprada por padrasto; ele está foragido
CABRA MACHO
Exigência de masculinidade: edital de concurso da PMPR causa polêmica
FAMOSIDADES
Silvio Santos reclama da filha: 'Patrícia não faz nada e ganha um belo salário'
BELEZA
Piauiense que venceu Miss Brasil Mundo 2018 diz que já passou fome e teve preparação forte
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Beto pede separação a Karola e vilã finge aceitar