Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

AEM/MS oferecerá curso de educação para o consumo

24 Ago 2010 - 10h48Por Assessoria
De 14 a 16 de setembro, a Agência Estadual de Metrologia (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, oferecerá no Sesc Horto o Curso de Formação de Multiplicadores em Educação para o Consumo Sustentável (CFM).

O curso faz parte do projeto Formação de Multiplicadores em Educação para o Consumo, iniciativa da Diretoria da Qualidade do Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmetro) que tem como finalidade formar em todo país multiplicadores dos conceitos de educação para o consumo.

Segundo a gestora do projeto no Centro-Oeste, Kátia Facina, a proposta é estimular o desenvolvimento da cidadania. “Pretendemos com essa formação, conscientizar os participantes a atuarem como indutores no processo de educação para o consumo responsável”, destaca.

Com duração de 24hs, serão debatidos assuntos sobre saúde e segurança, meio ambiente e consumo, ética no consumo e direito do consumidor. Além de palestras, serão realizadas oficinas. O número de vagas é limitado e o investimento para a inscrição é de 1kg de alimento não perecível.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat