Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Acusado de matar pedreiro ameaça família em velório

29 Mar 2007 - 08h56

O adolescente acusado de executar ontem o pedreiro Orlando Rosa Júnior, 34 anos, promoveu um tiroteio durante a madrugada. Segundo a polícia, ele compareceu na Associação de Moradores, onde o corpo estava sendo velado, e começou a atirar para o alto. Familiares da vítima foram obrigados a deixar o local, onde ficou apenas o corpo do pedreiro.

Segundo noticiou ontem o Douradosagora, Orlando foi assassinado com dois tiros na cabeça no momento em que, a algumas quadras de sua casa, seguia a passeata em memória da família vítima da chacina. 

Uma pessoa identificada como Joãozinho é apontado com o autor dos disparos contra o pedreiro, que residia na rua Projetada A, na Vila Anete.

De acordo com informações policiais, ele estava em companhia da esposa, Eliane Benites, 27 anos, e de uma adolescente de 12 anos. Eles tomavam tereré quando o acusado teria se aproximado e dito: "Isto é para você largar de ser cagüeta". Em seguida, atirou.

Os projéteis atingiram o nariz e testa da vítima, que morreu na hora. A polícia investiga o caso. Um fato que chamou a atenção dos douradenses foi que a execução da vítima aconteceu no encerramento do manifesto pela paz, realizado por milhares de estudantes e professores, em frente a casa da família assassinada, domingo, no Canaã I.

 

 

Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz passa mal ao abraçar e beijar a mãe pela primeira vez