Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Acordo prevê fiscalização de farmácias em todo o Estado

8 Jul 2010 - 06h08Por Notícias MS

As farmácias de Campo Grande e do interior do Estado terão fiscalização mais efetiva. O termo de cooperação assinado hoje (7) à tarde entre o Procon/MS, a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo (Decon) e o Conselho Regional de Farmácia prevê a troca de informações e fiscalização em conjunto dos três órgãos.

Para o superintendente do Procon, Lamartine Ribeiro, o intercâmbio de informações vai deixar o empresário mais atento quanto às irregularidades, pois o Procon pode multar, abrir processo administrativo ou até fazer a interdição do estabelecimento, ações que, segundo o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Ronaldo Abrão, a entidade não tem competência para fazer e era uma das dificuldades enfrentadas pelo órgão, que realiza fiscalização dos pontos comerciais. “O conselho não tem poder de interdição dos estabelecimentos clandestinos”, lembra Abrão.

Em todo o Estado existem 967 farmácias, sendo 264 em Campo Grande e o restante no interior. De acordo com Ronaldo Abrão, do total de estabelecimentos existentes, 44 são clandestinos e 12 estão localizados na Capital. A farmácia é considerada clandestina quando não está inscrita no Conselho Regional da profissão e não possui profissional farmacêutico responsável, ou também, como em alguns casos, está envolvida em contrabando de remédios ou venda de medicamentos falsificados.

“O convênio vai facilitar o contato entre os órgãos e o repasse de informações, contribuindo para uma fiscalização mais efetiva”, ressalta o titular da Decon, Adriano Garcia Geraldo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara