Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 22 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

ACM: Lula não precisaria dar tanto espaço a aliados

4 Abr 2007 - 14h38

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu na manhã de hoje, no Palácio do Planalto, um de seus principais rivais políticos, o senador dos Democratas (ex-PFL), Antônio Carlos Magalhães (BA). Durante o encontro, que durou cerca de 1 hora e 30 minutos, o cacique baiano também aproveitou para dar conselhos ao presidente Lula e deu a entender que não concorda com o modo como o presidente age com os seus ministérios, cedendo muito espaço a seus aliados.
"Eu disse a ele que um presidente que ganha com 20 milhões de votos de diferença, na minha opinião, não precisa se submeter a ninguém, a nenhum partido político", disse Antonio Carlos Magalhães.

A visita dá início à estratégia de Lula de tentar uma aproximação com as principais lideranças da oposição no Senado. ACM, que considerou o encontro "muito útil" confirmou que pode ser uma das pontes entre o Planalto e os parlamentares.

Em relação à aproximação de seu partido com Lula, o senador baiano disse que conversará sobre o assunto antes com sua bancada. Lula mantém um diálogo com a oposição, pois acredita que depois de consolidar a base aliada em torno de uma coalizão de governo precisa "dar o passo seguinte".

"O presidente quer o entendimento com todas as forças que queiram ajudá-lo e eu vou conversar com os meus colegas. Ele disse que gostaria de conversar com todos aqueles, adversários ou não, como se fossem do próprio PT... E eu acho que é possível esse diálogo com a oposição", disse ACM.

O senador disse ainda que o presidente Lula pediu o apoio para a aprovação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), da Reforma Política e de projetos que vislumbram o Nordeste.

O encontro também foi uma forma de retribuição a visita feita por Lula no começo de março, quando o senador estava internado. ACM disse que a conversa foi "muito simpática e amigável" e chegou a jurar que o presidente não fez nenhuma crítica a declarações no Plenário. O assunto crise aérea também não estava na pauta, confirmou o senador.

 

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONCURSOS
Ao menos 12 órgãos abrem inscrições para preencher quase 800 vagas
VICENTINA SENDO REPRESENTADA NO RJ
Vicentina será representada no Internacional de Masters South América de Jiu-jitsu no Rio de Janeiro
POLITICA
'Falar que passa-se fome no Brasil é uma grande mentira', afirma Bolsonaro
NOVELA GLOBAL
Maria da Paz se recusa a enxergar caráter de Josiane em 'A dona do pedaço'
REGIME SEMIABERTO
Goleiro Bruno deve sair da cadeia no fim da tarde desta sexta-feira
CASO RARO
Bezerro de seis patas chama atenção moradores de Santa Helena – Veja Vídeo
MONSTRUOSIDADE
Vizinho é preso suspeito de estuprar e estrangular menina de 8 anos
CASA PRÓPRIA
Recurso de R$ 1 bilhão é destinado ao Minha Casa, Minha Vida
VIDA SAUDÁVEL
Homem mais velho do Brasil falece no Rio de Janeiro
BASTA DE IMPRUDÊNCIA
Enlutada pelas mortes, população deixa faixa contra imprudência na PR-082