Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Acidentes de trânsito poderão ser registrados pela internet

5 Out 2010 - 14h14Por Campo Grande News

Para reduzir o tempo de espera no registro de ocorrência de acidentes, a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) e o Detran/MS implantarão o "Boletim On Line".

Pessoas envolvidas em acidente sem vítimas poderão fazer sozinhos, e em casa, a comunicação de colisões simples e abalroamentos, por exemplo.

O comandante da Ciptran, major Alírio Vilassanti, admite que, em dias de maior movimento, principalmente fim de semana, às vezes o efetivo não é suficiente para todas as ocorrências.

Ele explica que acidentes sem vítimas e que, atualmente exigem a presença de policiais da Ciptran, representam aproximadamente 50% do total de ocorrências.

“Será um salto inquestionável na qualidade da prestação de serviço que a Ciptran dará”, afirma o comandante.

O sistema começou a ser estudado há cinco meses e deve ser implantado ainda em outubro.

Como funcionará - Motoristas que se envolverem em acidente poderão deixar o local antes da chegada da Polícia e, desta maneira, desobstruir as vias.

Quando estiver diante de um computador, o motorista deverá entrar na página da PM (Polícia Militar) e registrar a ocorrência com a placa de pelo menos um veículo envolvido.

Apenas uma ocorrência é registrada, independentemente do número de veículos.

A pessoa que abriu o boletim recebe uma senha por e-mail e somente ela poderá fazer alterações.

O outro motorista também poderá dar sua versão dos fatos, porém, todos são alertados sobre as punições previstas para o caso de mentirem.

Mais um fator de segurança é que o boletim só poderá ser impresso na Ciptran, que formalizará o procedimento.

No sistema, a pessoa envolvida no acidente poderá colocar fotos para ilustrar a cena. Serão permitidas pelo menos quatro fotos e, caso haja necessidade, o campo poderá ser ampliado para seis imagens.

O sistema agilizará procedimentos. Atualmente, o motorista envolvido em acidente leva pelo menos uma hora para que os policiais registrem a ocorrência e, com o "Boletim On Line", o tempo pode cair para 15 minutos.

O comandante explica que o sistema será implantado em caráter experimental em 15 dias.

Mecanismo semelhante é usado no Rio Grande do Sul, no entanto, cada motorista pode fazer um registro do mesmo acidente.

Já em Mato Grosso do Sul, a escolha por apenas um registro por ocorrência visa garantir informações precisas para as estatísticas.

“Assim vamos saber quais pontos precisam de ações”, conclui o comandante.

No entanto, uma taxa de R$ 29,00 é cobrada para ter o documento do Boletim de Ocorrência, que continuará a ser cobrada com o serviço pela internet.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito